Gerenciamento de Projetos

17 Comentários 23.02.15 4600 Vizualizações Imprimir Enviar
Workface Planning – um novo conceito

Workface Planning – em tradução livre, “planejamento na cara do trabalho”. E o que seria isto? Recentemente publicamos aqui no Blogtek um artigo intitulado “Planejamento super detalhado – mais é melhor????“. Corroborando nosso posicionamento, vamos hoje falar sobre Workface Planning, conceito introduzido pela COAA – Construction Owners Association of Alberta, a associação de construtores da região de Alberta, Canadá, riquíssima em areias betuminosas, e grande referencial da indústria de construção e montagem. Para ser sempre informado dos novos artigos do Blogtek, cadastre seu e-mail em Assine o Blogtek! SEU E-MAIL NÃO SERÁ USADO POR TERCEIROS.

Workface Planning – contextualização

No início dos anos 2000, a indústria da construção e montagem em Alberta vivia perspectivas sombrias. Havia necessidade de grandes Obras, para o aproveitamento das areias betuminosas, mas a produtividade era muito baixa, como podemos ver no gráfico de pizza abaixo (disponível no site). Não se assuste!!!

Produtividade antes da implementação do Workface Planning

Em 2001, a associação criou um comitê, e a partir de 2006 as disposições deste comitê foram incluídas nos documentos contratuais, gerando a partir daí grandes ganhos de produtividade.

Workface Planning – princípios básicos

A ideia subjacente ao Workface Planning é de que o planejamento, via cronograma, via software (Primavera, Project, etc), deve ir até determinado nível, conforme já visto no artigo acima referenciado “Planejamento super detalhado – mais é melhor???”. Outro artigo do Blogtek que trata do assunto é o “Cronograma de Marcos“, bem como o “Planejamento em Ondas“. A partir de um certo nível de detalhamento, estes detalhes não devem constar do cronograma, não devem ser tratados pelo planejador, mas sim pelo supervisor da frente de serviços.

Os princípios básicos do Workface Planning são:

  • FIWP (Field Installation Work Packages) – Pacotes de Trabalho de Instalação (Montagem) no Campo: consiste de pequenos planos altamente detalhados
  • Workface Planners – Supervisores (MOD) atuando como planejadores
  • Remoção de restrições – garantir que o trabalho possa ser executado quando liberado

 Workface Planning – como funciona

Workface Planing é a criação de pequenos e bem definidos FIWP (Field Installation Work Packages) para a força de trabalho. Habitualmente estes pacotes cobrem de cinco a dez dias de trabalho, para uma disciplina, tipicamente com uma equipe de 50 pessoas. Ou seja, este pacote contempla cerca de 2.500 a 5.000 Homens-Hora.

Os Workface Planners (supervisores atuando como planejadores), por serem oriundos da mão de obra direta, executantes, conhecem bem as peculiaridades dos serviços, e irão atuar eliminando as restrições, garantindo, antes que os serviços se iniciem, que estejam disponíveis:

  • Materiais
  • Equipamentos
  • Acessos (andaimes, guindastes)
  • Documentação técnica e instruções
  • Permissão de Trabalho

 Workface Planning – ganhos

Os estudos da Associação evidenciaram que o acréscimo de um Workface Planner para cada grupo de 50 executantes aumenta o custo de mão de obra em cerca de 2%, porém o ponto de equilíbrio é atingido com um ganho de produtividade de apenas 6 minutos diários.

A estimativa é de que os ganhos de produtividade com a implantação do Workface Planning sejam da ordem de 10% a 25%, resultando em um ganho no custo de instalação (TIC – Total Installation Cost) da ordem de 4% a 10%.

O gráfico da produtividade melhorou substancialmente, como podemos ver a seguir:

Produtividade depois da implementação do Workface Planning

Os resultados foram tão estimulantes, que o CII (Construction Industry Institute) aderiu ao processo, inserindo esta técnica em um processo mais amplo, denominado AWP – Advanced Work Packaging, divulgando-o em seu site.

Daremos continuidade ao assunto, mostrando o passo-a-passo para a implantação do Workface Planning. Para ser sempre informado dos novos artigos do Blogtek, cadastre seu e-mail em Assine o Blogtek! SEU E-MAIL NÃO SERÁ USADO POR TERCEIROS.

 

Incoming search terms:

  • metodologia workface planning
  • workface planning

Clique aqui e cadastre-se para receber uma notificação por email sempre que um novo artigo for postado

Seu email não será utilizado por terceiros nem para envio de spam.
Stonner

Rodolfo Stonner, Engenheiro Mecânico pela UFRJ, atuou como Engenheiro de Equipamentos Sênior da Petrobras, e foi Gerente de Construção e Montagem das Obras Extramuros da Refinaria Abreu e Lima (RNEST), em Pernambuco. Atualmente aposentado, é consultor e instrutor nas áreas de Gerenciamento de Projetos e Gestão da Manutenção, e está atuando com a Deloitte na implantação do PMO para a Refinaria de Talara, Peru. Gosta de lecionar, trocar experiências e conhecimentos, é certificado como PMP (Project Management Professional) e RMP (Risk Management Professional) pelo PMI, e CRE (Certified Reliability Engineer) pela ASQ.

Newsletter

Seja notificado sempre que um novo conteúdo estiver disponível.

Não se preocupe, não temos prática de enviar spam.