Liderança e Gestão

Comente 06.07.20 425 Visualizações Imprimir Enviar
Viés da confirmação – fatos e dados?

Viés da confirmação – nem sempre fatos e dados adiantam!  Recentemente, ao avaliar o quadro político altamente polarizado em nosso país e ao estudar os processos decisórios, vim a conhecer o tem “viés da confirmação”. E me dei conta de que este viés da confirmação dificulta em muito a tomada de decisão baseada em fatos e dados. Por quê? Se você quiser ser notificado dos próximos artigos, cadastre seu e-mail aqui ao lado, em Assine o Blogtek! SEU E-MAIL NÃO SERÁ USADO POR TERCEIROS.

Existem diversos vieses que devem ser conhecidos e analisados pelo gestor, além do viés da confirmação. Viés do sobrevivente; Viés do inconsciente; Viés positivo (Lago Wobegon).

Viés da confirmação – o que é?

O viés da confirmação é um pensamento seletivo onde há a tendência de se dar maior atenção àquilo que confirma nossas crenças e ignorar ou desvalorizar qualquer ponto que contradiga nossas convicções.

Por exemplo, se você tem certa idade e acredita que o mau tempo afeta a sua artrite, cada vez que houver mau tempo e você sentir dor nas articulações, isto servirá como a confirmação de sua crença. Ainda que em muitas ocasiões tenha havido bom tempo e você tenha tido dores das articulações, ou então que tenha havido mau tempo e você não tenha sentido dores nas articulações, estes episódios não ficam registrados em sua memória. Ou seja, inconscientemente há a tendência de preservar e memorizar aqueles fatos e dados que corroboram a nossa teoria, a nossa convicção.

Viés da confirmação – um experimento

Até aqui, essa nossa avaliação anterior não é um experimento científico, é uma sensação pessoal. Porém, houve um grupo de psicólogos clínicos que fez um estudo que corrobora a existência do viés da confirmação.

Este grupo de psicólogos clínicos formou 2 grupos de entrevistados, com opiniões radicalmente diferentes sobre um tema, por exemplo, a pena de morte. Aqui no Brasil, em tempos atuais, teríamos inúmeros exemplos de posições altamente controversas que poderiam ser avaliadas em um estudo desse tipo.

Para ambos os grupos formados, foi distribuído um vasto estudo, com diversas opiniões, igualmente distribuídas, a favor e contra à pena de morte. A ideia seria de que após a leitura deste documento, com opiniões que subsidiavam igualmente tanto o apoio à pena de morte como a oposição à pena de morte, as opiniões se arrefecessem. No entanto, observou-se justamente o contrário: cada grupo ficou com as convicções mais arraigadas. Isto demonstra que, ainda que houvesse opiniões igualmente distribuídas a favor e contra a pena de morte no documento, cada grupo se apoderou, se embasou, apenas naqueles fatos, naqueles dados que apoiavam suas ideias previamente concebidas.

Viés da confirmação – fatos e dados?

É lugar comum dizermos que devemos nos apoiar em fatos e dados, como se isto garantisse a isenção de nossas convicções e opiniões. O viés da confirmação ilustra como esta prática pode ser falaciosa. Se em um grupo de apoio ao processo decisório já houver uma forte inclinação por uma determinada solução, por mais fatos e dados que existam, a tendência será de que este grupo se aproprie apenas daquelas ideias que subsidiam seus argumentos.

Viés da confirmação – o que fazer?

Sabendo da existência do viés da confirmação, ao liderar um grupo em busca de uma decisão, o gestor deve buscar equilíbrio entre opiniões possivelmente divergentes. E buscar verificar que o suporte da decisão tenha sido tomado, interpretado, analisado de forma equânime sob a luz dos fatos e dados.

Ainda que sabidamente o próprio líder ou gestor também terá seu próprio viés da confirmação. Espera-se apenas que, sabedor da existência deste viés, o líder procure, ao máximo, desvincular-se deste viés e fazer uma leitura imparcial dos fatos que suportam a decisão.

De todos os modos, fica sempre a evidência de que o processo de gestão NÃO é, NUNCA foi, uma ciência exata. Mas, de certa forma, é justamente esta dificuldade e esta subjetividade que torna desafiador o processo de liderança…

A cada semana, publicamos novos artigos aqui no Blogtek, sobre Gerenciamento de Projetos, Gestão da Manutenção, e tópicos sobre Liderança e Gestão. Também semanalmente publicamos um vídeo, os quais podem ser acessados em youtube.com/c/Blogtek. Para manter-se informado sobre os próximos artigos, cadastre seu e-mail em Assine o Blogtek! SEU E-MAIL NÃO SERÁ USADO POR TERCEIROS.

Incoming search terms:

  • engenharia suprimentos confiabilidade industria 4 0

Clique aqui e cadastre-se para receber uma notificação por email sempre que um novo artigo for postado

Seu email não será utilizado por terceiros nem para envio de spam.
Stonner

Rodolfo Stonner, Engenheiro Mecânico pela UFRJ, atuou como Engenheiro de Equipamentos Sênior da Petrobras, e foi Gerente de Construção e Montagem das Obras Extramuros da Refinaria Abreu e Lima (RNEST), em Pernambuco. Atualmente aposentado, é consultor e instrutor nas áreas de Gerenciamento de Projetos e Gestão da Manutenção, e está atuando com a Deloitte na implantação do PMO para a Refinaria de Talara, Peru. Gosta de lecionar, trocar experiências e conhecimentos, é certificado como PMP (Project Management Professional) e RMP (Risk Management Professional) pelo PMI, e CRE (Certified Reliability Engineer) pela ASQ.

Newsletter

Seja notificado sempre que um novo conteúdo estiver disponível.

Não se preocupe, não temos prática de enviar spam.