Gestão da Manutenção

2 Comentários 04.06.18 959 Vizualizações Imprimir Enviar
Sete maneiras para obter tempo para a Manutenção

Sete maneiras para obter tempo para a Manutenção – é lugar comum o pessoal de Manutenção sempre dizer que estão “apagando incêndios”.  Ou seja, sempre lidando com imprevistos, retrabalhos, emergências, urgências, serviços não planejados. Será realmente tão difícil obter algum tempo para realizar de forma planejada as atividades de manutenção? Sem nenhuma surpresa, muitas destas maneiras envolvem não apenas os mantenedores, porém também muito fortemente os operadores. Se você quiser ser notificado dos próximos artigos, cadastre seu e-mail aqui ao lado, em Assine o Blogtek! SEU E-MAIL NÃO SERÁ USADO POR TERCEIROS.

Sete maneiras para obter tempo para a Manutenção – operador também faz manutenção

Este é um dos pilares da TPM – Total Productive Maintenance. Na realidade, muitos acham que TPM é apenas isso, operadores fazendo manutenção. Para ver que TPM é muito mais que isto, leia TPM – Total Productive Maintenance.

O fato é que da mesma forma que é o motorista que identifica aquecimento do motor, ruídos estranhos, vibrações, necessidade de lubrificação, o operador de uma planta industrial consegue identificar muitas necessidades de Manutenção que NÃO precisam ser realizadas por Mantenedores. E desta forma, os Mantenedores poderão se dedicar a atividades que realmente devem ser executadas por especialistas.

Sete maneiras para obter tempo para a Manutenção – identificar pequenas janelas para trabalhos

Frequentemente em uma planta industrial temos sistemas ou subsistemas operacionais, partes de unidades, cuja produção é interrompida de forma planejada, para alguns serviços de manutenção. Isto às vezes é possível reduzindo a produção, ou mesmo sem redução, aproveitando que alguns sistemas têm redundâncias.

O gestor da manutenção tem que se certificar que nestas oportunidades TODOS os serviços pendentes naquele sistema sejam executados. Aproveitar a oportunidade!

Sete maneiras para obter tempo para a Manutenção – integração Manutenção e Operação

Esta integração é fundamental para otimizaras atividades de manutenção. Orientada pela Manutenção, a Operação irá operar melhor os equipamentos da Planta, minimizando o desgaste e, portanto, a carga de trabalho da Manutenção.

A integração Manutenção e Operação irá permitir uma programação mais adequada dos serviços, assim como equipamentos mais bem liberados, mais limpos, com mais facilidades para a execução dos trabalhos.

Sete maneiras para obter tempo para a Manutenção – identificação de falhas

Investir em Manutenção Preventiva é um avanço em relação à Manutenção Corretiva, mas a Manutenção não pode deter-se neste patamar (leia Manutenção Preventiva e Preditiva). Os intervalos para Manutenção Preventiva são geralmente muito conservadores (Determinação do intervalo ótimo), portanto é necessário investir em detecção de falhas (Manutenção Preditiva). Há muitas técnicas de detecção de falhas acessíveis e simples: termografias, medição de vibração (e esta medição vai de métodos muito simples – monitoramento subjetivo – até técnicas mais apuradas), apuração de ruídos, análise de lubrificantes.

Sete maneiras para obter tempo para a Manutenção – trabalhos bem executados

Parece óbvio, e de fato é! Mas nem sempre os serviços são planejados buscando a eficácia (fazendo as coisas certas) em conjunto com a eficiência (fazer certo as coisas). As equipes tem que estar bem treinadas (veja o percentual recomendado de treinamento em Nove indicadores de desempenho para a Manutenção), o planejamento deve prever os recursos, equipamentos e ferramentas adequados, disponibilização correta dos materiais requeridos, propiciar acessos.

Sete maneiras para obter tempo para a Manutenção – aproveitar janelas imprevistas

Maneiras para obter tempo para a Manutenção

Maneiras para obter tempo para a Manutenção

Já mencionamos a necessidade de aproveitar as janelas de interrupção planejadas para executar todos os serviços possíveis de serem realizados naquele sistema. Mas, e se a parada for imprevista? Normalmente, os mantenedores focam apenas na correção do problema que levou à parada daquele sistema, para recolocá-lo em operação.

Uma boa prática é ter sempre em mãos uma lista de possíveis atividades de manutenção a serem executados em cada um dos sistemas existentes. Parou de forma imprevista? Saque do bolso a lista correspondente, e execute o que for possível (e vantajoso… não vá trocar um componente recém substituído só porque houve a oportunidade).

Sete maneiras para obter tempo para a Manutenção – adequada passagem de serviços

Muitos serviços de Manutenção demandam trabalhos ininterruptos (24 horas por dia). Obviamente, haverá dois ou três turnos trabalhando naquele serviço, e a informação tem que que fluir entre os turnos. E, bem… nós sabemos dos problemas de comunicação nas organizações!

E, como na manutenção, a agilidade é fundamental, não podemos perder tempo ou qualidade na passagem de serviços. Portanto, vale a pena buscar meios de criar sobreposição de horários entre os supervisores do trabalho, para que a passagem de serviços possa ser presencial, e não por registros escritos no livro de passagem de serviços.

Maneiras para obter tempo para a Manutenção

Estes pequenos cuidados podem fazer com que se consiga aproveitar melhor o tempo disponível para a Manutenção, tornando-a mais eficaz.

A cada semana, publicamos novos artigos aqui no Blogtek, sobre Gerenciamento de Projetos, Gestão da Manutenção, e tópicos sobre Liderança e Gestão. Também semanalmente publicamos um vídeo, os quais podem ser acessados em youtube.com/c/Blogtek. Para manter-se informado sobre os próximos artigos, cadastre seu e-mail em Assine o Blogtek! SEU E-MAIL NÃO SERÁ USADO POR TERCEIROS.

Clique aqui e cadastre-se para receber uma notificação por email sempre que um novo artigo for postado

Seu email não será utilizado por terceiros nem para envio de spam.
Stonner

Rodolfo Stonner, Engenheiro Mecânico pela UFRJ, atuou como Engenheiro de Equipamentos Sênior da Petrobras, e foi Gerente de Construção e Montagem das Obras Extramuros da Refinaria Abreu e Lima (RNEST), em Pernambuco. Atualmente aposentado, é consultor e instrutor nas áreas de Gerenciamento de Projetos e Gestão da Manutenção, e está atuando com a Deloitte na implantação do PMO para a Refinaria de Talara, Peru. Gosta de lecionar, trocar experiências e conhecimentos, é certificado como PMP (Project Management Professional) e RMP (Risk Management Professional) pelo PMI, e CRE (Certified Reliability Engineer) pela ASQ.

Newsletter

Seja notificado sempre que um novo conteúdo estiver disponível.

Não se preocupe, não temos prática de enviar spam.