Liderança e Gestão

Comente 10.02.20 1203 Visualizações Imprimir Enviar
Relembrando Henry Ford

Relembrando Henry Ford – há algum tempo, publicamos aqui o artigo “Fayol – releitura dos clássicos da Administração”, onde fizemos referência à tríade que constitui os pilares da moderna administração. Como é sempre bom visitar os clássicos de qualquer ciência, hoje iremos conhecer um pouco da história de Henry Ford.  Se você quiser ser notificado dos próximos artigos, cadastre seu e-mail aqui abaixo, em Assine o Blogtek! SEU E-MAIL NÃO SERÁ USADO POR TERCEIROS.

Relembrando Henry Ford – os pilares da moderna administração

A tríade à qual me referi, que constitui a base da moderna administração, é constituída por Fayol, de quem se diz ter a visão do Gestor, Taylor, a quem se atribui a visão do Trabalhador, e Ford, reconhecido como tendo a visão do Dono.

Relembrando Henry Ford
Relembrando Henry Ford

Ford começou a se interessar por máquinas trabalhando na fazenda de seu pai, desmontando, remontando e consertando equipamentos agrícolas. No entanto, não tinha o menor interesse na vida no campo, permanecendo na fazenda por amor à sua mãe, tanto que, aos 16 anos, como o falecimento dela, mudou-se para Detroit, estudou engenharia, e foi posteriormente trabalhar na Edison Iluminating Company, onde chegou a engenheiro chefe.

A convivência com Thomas Edison certamente atiçou a criatividade de Ford, pois, além do sucesso enquanto construtor de carros, ao fim de sua vida havia registrado cerca de 161 patentes.

Relembrando Henry Ford – o surgimento da Ford

O sucesso de Ford na indústria automobilística não foi imediato. Ford fundou a Detroit Automobile Company (DAC) que foi fechada pois os investidores queriam retorno mais rápido.

Posteriormente, fundou a Henry Ford Company, de onde foi demitido pelos acionistas por ter se voltado quase que exclusivamente para a produção de carros de corrida. Posteriormente, a Henry Ford Company foi transformada na Cadillac Motor Company.

Em sua terceira tentativa, formou em 1903 com mais 11 investidores, a Ford Motor Company.

Relembrando Henry Ford – inovação

À época, os salários pagos aos trabalhadores eram muito ruins, portanto, o turn over (rotatividade) do pessoal era muito alto nas indústrias. Ford duplicou o salário dos trabalhadores, pagando US$ 5,00 por dia! Com isto, conseguiu aumentar a permanência de seus empregados, aumentando a produtividade, facilitando o treinamento e a aquisição de experiência, além de atrair para a Ford os melhores mecânicos de Detroit.

Possivelmente a contribuição mais relevante de Ford foi a introdução do conceito de linha de montagem. Enquanto até então um grupo de operários construía cada carro, do início ao fim, Ford introduziu o conceito de montagem em esteiras em movimento (linhas de montagem), o que aumentou tremendamente a produtividade, pois:

  • Eliminava o deslocamento dos operários;
  • Cada operário executava uma única tarefa, o que propiciava maior especialização e produtividade (posteriormente, a contrapartida desta produtividade – a monotonia na execução de tarefas, foi brilhantemente ilustrada por Charles Chaplin no filme Tempos Modernos)

O conceito de linha de montagem restringia bastante as variações, por isso Ford declarava que “O cliente pode ter o carro da cor que quiser, contanto que seja preto”, para não quebrar a sequência na linha de montagem, bem como pelo fato de a tinta preta ter secagem mais rápida.

Henry Ford acelerou a sua produção, eliminando os intermediários, adquirindo florestas, minas de ferro e carvão, ferrovias e até uma frota de navios.

Comprou uma grande área na Amazônia, denominada Fordlândia, para a plantação de seringueiras para a produção de borracha para os pneus, projeto que foi um enorme fracasso.

Relembrando Henry Ford – frases célebres

  • “Pensar é o trabalho mais difícil que existe. Talvez por isso tão poucos se dediquem a ele”.
  • “Estar decidido, acima de qualquer coisa, é o segredo do êxito.”
  • O homem que empenha todo o seu trabalho e imaginação em oferecer por um dólar o mais possível, em vez de menos, está condenado ao sucesso.
  • “Não encontro defeitos. Encontro soluções. Qualquer um sabe queixar-se”.
  • “Se eu fosse atender as expectativas dos clientes, estaria produzindo carruagens melhores e mais velozes.”
  • “O insucesso é apenas uma oportunidade para recomeçar com mais inteligência”
  • Um idealista é alguém que ajuda outro a ter lucro“.
  • “Não nos tornamos ricos graças ao que ganhamos, mas com o que não gastamos.”
  • Corte sua própria lenha. Assim, ela aquecerá você duas vezes“.
  • Obstáculos são aquelas coisas assustadoras que você vê quando desvia seus olhos de sua meta

Relembrando Henry Ford – a pessoa

Henry Ford era, em princípio, um pacifista, mesmo durante a primeira Guerra Mundial. Seu argumento era de as guerras são uma perda de tempo.

Não obstante este viés “pacifista”, tornou-se um antissemita e apoiador do nazismo, tendo inclusive sido condecorado por Hitler. Forneceu equipamentos para a Alemanha Nazista, enquanto se recusou a fornecê-los à RAF (Royal Air Force – britânica).

Relembrando Henry Ford – seu maior fracasso

Após a Segunda Guerra Mundial, seus principais concorrentes tinham vasta gama de modelos de carros, desde os modelos de entrada, até os modelos top de linha. A Ford só tinha os extremos.

Henry Ford decidiu lançar um modelo intermediário, ao qual deu o nome de Edsel, nome de seu único filho, falecido precocemente aos 50 anos, vítima de um câncer no estômago.

  • O nome soava estranho, não caiu no gosto dos americanos;
  • A grade frontal lembrava uma vagina;
  • Lei de Murphy: em uma demonstração televisiva ao vivo, com o grande Frank Sinatra, ao abrir a porta do carro, a maçaneta ficou na mão de Frank Sinatra…
  • Os poucos modelos remanescentes do Edsel estão na mão de colecionadores, como o “carro mais feio de todos os tempos”, custando cerca de 100.000 dólares.
Relembrando Henry Ford - Edsel Ford
Relembrando Henry Ford – Edsel Ford

Estamos sempre publicando dicas e sugestões para Gerenciamento, Gerenciamento de Projetos, Gestão da Manutenção. Toda semana, um artigo e um vídeo (youtube.com/c/blogtek). Para manter-se informado sobre os próximos artigos, cadastre seu e-mail aqui abaixo em Assine o Blogtek! SEU E-MAIL NÃO SERÁ USADO POR TERCEIROS.

Clique aqui e cadastre-se para receber uma notificação por email sempre que um novo artigo for postado

Seu email não será utilizado por terceiros nem para envio de spam.
Stonner

Rodolfo Stonner, Engenheiro Mecânico pela UFRJ, atuou como Engenheiro de Equipamentos Sênior da Petrobras, e foi Gerente de Construção e Montagem das Obras Extramuros da Refinaria Abreu e Lima (RNEST), em Pernambuco. Atualmente aposentado, é consultor e instrutor nas áreas de Gerenciamento de Projetos e Gestão da Manutenção, e está atuando com a Deloitte na implantação do PMO para a Refinaria de Talara, Peru. Gosta de lecionar, trocar experiências e conhecimentos, é certificado como PMP (Project Management Professional) e RMP (Risk Management Professional) pelo PMI, e CRE (Certified Reliability Engineer) pela ASQ.

Newsletter

Seja notificado sempre que um novo conteúdo estiver disponível.

Não se preocupe, não temos prática de enviar spam.