Gestão da Manutenção

6 Comentários 21.04.15 28043 Vizualizações Imprimir Enviar
Manutenção Centralizada ou Descentralizada?

Manutenção Centralizada ou Descentralizada (ou, quem sabe, uma estrutura mista) – todo gerente de manutenção de uma grande planta, com variados clientes internos, tem que definir qual estrutura utilizará. Veja aqui as características, vantagens e desvantagem de cada uma destas estruturas. Se você quiser ser notificado dos próximos artigos, cadastre seu e-mail aqui ao lado, em Assine o Blogtek! SEU E-MAIL NÃO SERÁ USADO POR TERCEIROS.

Manutenção Centralizada ou Descentralizada? A Manutenção Centralizada

A estrutura centralizada de manutenção está representada no esquema a seguir, onde diversas unidades de produção e o departamento de manutenção estão subordinados a uma administração superior. Não há recursos de manutenção nas unidades de produção, as quais são atendidas pelo departamento de manutenção de acordo com a disponibilidade de recursos e a prioridade dos serviços. Esta programação é usualmente gerada por um software (CMMS – Computer Maintenance Managing System), cujas características são bem distintas dos softwares de Gerenciamento de Projetos.

Manutenção Centralizada ou Descentralizada - um exemplo de Manutenção Centralizada

Manutenção Centralizada ou Descentralizada – um exemplo de Manutenção Centralizada

Vantagens:

– Maior possibilidade de investimento e treinamento da equipe de manutenção.

– Otimização do efetivo de Manutenção

– Menores custos

Desvantagens:

– Devido à disputa de recursos, muitas unidades de produção podem se queixar do mau atendimento às suas necessidades

– Os equipamentos das unidades podem ser atendidos por equipes sempre diferentes, dispersando o conhecimento sobre as especificidades destes equipamentos

Manutenção Centralizada ou Descentralizada? A Manutenção Descentralizada

Devido às queixas de mau atendimento pela Manutenção Centralizada, o “sonho de consumo” dos gestores das unidades de produção é ter suas próprias equipes de manutenção, evitando desta forma a disputa de recursos através de priorização. Este modelo de Manutenção Descentralizada está representado no esquema a seguir:

Manutenção Centralizada ou Descentralizada - um exemplo de Manutenção Descentralizada

Manutenção Centralizada ou Descentralizada – um exemplo de Manutenção Descentralizada

Vantagens:

– Rapidez no atendimento

– Melhor relacionamento Produção – Manutenção

– Por serem equipes atendendo sempre as mesmas unidades, a equipe de manutenção conhece melhor as peculiaridades de cada equipamento

Desvantagens:

– Maiores custos

– Efetivo global de manutenção mais numeroso

– Dificuldade em ministrar treinamento

– Podem ser gerados procedimentos e normas de manutenção diferentes em cada unidade, dificultando a padronização

Manutenção Centralizada ou Descentralizada? A Estrutura Mista

Como em muitos outros campos da gestão, pode-se buscar uma solução conciliadora, representada no esquema a seguir:

Manutenção Centralizada ou Descentralizada - um exemplo de Estrutura Mista

Manutenção Centralizada ou Descentralizada – um exemplo de Estrutura Mista

Alguns equipamentos de grande porte, equipamentos tipicamente de oficinas, são caros e ocupam grandes espaços, requerendo estruturas robustas: pontes rolantes, calandras, guilhotinas, máquinas específicas para manutenção de certos equipamentos. Estes equipamentos, na estrutura mista, devem ficar alocados em uma Oficina Central.

Alguns recursos móveis, tais como guindastes de grande porte, ou muito específicos ou de demanda extremamente variável, tais como montadores de andaime, pintores, isoladores, podem constituir um pool para atendimento de forma centralizada às unidades de produção.

Os recursos de campo, de demanda mais constante, tais como mecânicos, instrumentistas, eletricistas, encanadores, podem ser alocados às unidades de produção, como equipes próprias.

Esta alternativa possibilita um atendimento eficaz às necessidades das unidades de produção, sem onerar demasiadamente os custos de manutenção.

Leia também A gestão estratégico-financeira da Manutenção, artigos do engenheiro e professor Lourival Tavares.

Estamos sempre publicando artigos sobre Liderança e Gestão, Gestão da Manutenção e Gerenciamento de Projetos. Para manter-se informado sobre os próximos artigos, cadastre seu e-mail em Assine o Blogtek! SEU E-MAIL NÃO SERÁ USADO POR TERCEIROS.

 

Incoming search terms:

  • manutencao centralizada
  • manutenção centralizada e descentralizada
  • manutenção mista
  • o que é manutençao centralizada
  • manutenção descentralizada
  • estrutura de manutenção centralizada
  • estrutura da manutencao
  • vantagens e desvantagens da manutenção centralizada
  • quando si deve utilizar a manutencao mista
  • vantagens manutençao descentralizada

Clique aqui e cadastre-se para receber uma notificação por email sempre que um novo artigo for postado

Seu email não será utilizado por terceiros nem para envio de spam.
Stonner

Rodolfo Stonner, Engenheiro Mecânico pela UFRJ, atuou como Engenheiro de Equipamentos Sênior da Petrobras, e foi Gerente de Construção e Montagem das Obras Extramuros da Refinaria Abreu e Lima (RNEST), em Pernambuco. Atualmente aposentado, é consultor e instrutor nas áreas de Gerenciamento de Projetos e Gestão da Manutenção, e está atuando com a Deloitte na implantação do PMO para a Refinaria de Talara, Peru. Gosta de lecionar, trocar experiências e conhecimentos, é certificado como PMP (Project Management Professional) e RMP (Risk Management Professional) pelo PMI, e CRE (Certified Reliability Engineer) pela ASQ.

Newsletter

Seja notificado sempre que um novo conteúdo estiver disponível.

Não se preocupe, não temos prática de enviar spam.