Gestão da Manutenção

Comente 15.01.18 2125 Vizualizações Imprimir Enviar
Kaizen – mudança para melhor

Kaizen – mudança para melhor: Frequentemente grandes empresas ou mesmo países, com sérios problemas estruturais, esperam por um grande líder, um salvador da pátria, para reverter esta situação. E, por alguns momentos, em algumas circunstâncias, através de alguns poucos líderes, esta melhoria é obtida. Porém, raramente é sustentada no longo prazo. O Kaizen (Kai = mudar, Zen = melhor), filosofia japonesa implantada na indústria no pós guerra, preconiza pequenas mudanças contínuas, o que converge para a melhoria contínua. Para manter-se informado sobre os próximos artigos, cadastre seu e-mail em Assine o Blogtek! SEU E-MAIL NÃO SERÁ USADO POR TERCEIROS.

Kaizen – primeiros passos na História

Dentre as diversas correntes que surgiram no Japão pós-guerra, tais como TQM (Total Quality Management), TPM (Total Productive Maintenance), o programa  5S (base para o TQM e TPM), se destaca o Kaizen, processo de melhoria contínua, o qual teve como mola propulsora a Toyota, com seu Sistema Toyota de Produção.

Kaizen - mudança para melhor

Kaizen – mudança para melhor

O conceito de Kaizen foi desenvolvido pelo professor Masaaki Imai. E foi inicialmente implantado nas indústrias japonesas. O professor Imai disseminou o conceito para o Ocidente através de seu livro “Kaizen – The secret to Japan’s competitive success”.

Algumas frases exemplificam o conceito: “Grandes resultados são oriundos de muitas pequenas mudanças acumuladas ao longo do tempo”. “Ser hoje melhor que ontem e amanhã melhor que hoje!”.

Kaizen – a implantação

Ainda que seja muito fácil concordar com os conceitos do Kaizen, para implantá-lo em sua empresa ou organização, não se trata de simplesmente tomar uma decisão: “Vamos melhorar sempre! Melhoria contínua!”, e tudo ocorrerá espontaneamente. Há diversos passos a serem tomados para uma correta implantação, e para isto é necessário antes de mais nada conhecer alguns mandamentos do Kaizen.

Kaizen – os mandamentos

Kaizen - mudança para melhor

Kaizen – mudança para melhor

– Envolvimento de todos na organização: não há “responsáveis” pelo Kaizen. TODOS devem praticá-lo, porém, para que este conceito realmente permeie a Organização, é necessário que a Liderança esteja comprometida, ou seja, a Liderança deve patrocinar a causa, deve dar o exemplo e estar entusiasmada com o conceito.

– Eliminação do desperdício (leia também o artigo Estratégia do Desperdício): países que sofreram guerras tem este conceito mais presente. No Brasil, ainda que existam muitos bolsões de pobreza, raramente as pessoas tem a consciência de evitar desperdícios, o que se pode observar na quantidade atroz de comida desperdiçada nos restaurantes e também nos desperdícios recordes da construção civil. Mais uma vez, é importante o exemplo da liderança: não imprimir desnecessariamente, quando possível imprimir em papel rascunho, apagar as luzes e os aparelhos de ar condicionado quando sair dos ambientes. Senão, como exigir do trabalhador que combata o desperdício? Leia também Os 7 desperdícios da Produção.

– Ao invés de buscar mudanças de alto custo, priorizar pequenas mudanças que possam agregar valor sem investimentos significativos. Isto significa envolver o chão de fábrica. Muitas vezes os trabalhadores identificam pontos de ganho, porém não são incentivados a sugerir e implantar melhorias.

– Os processos e procedimentos devem ser claros e transparentes. Problemas eventuais sejam visíveis a todos, de forma que qualquer colaborador possa sugerir uma pequena melhoria.

– Buscar sempre identificar a causa básica dos problemas. Utilizar ferramentas de gerenciamento para isto, tais como PDCA, Diagrama de Ishikawa.

– É fundamental a ênfase no “Aprender fazendo”.

– Kaizen não se apoia em novas tecnologias, novos equipamentos: se apoia nas pessoas. As pessoas devem ser incentivadas a adotar um novo estilo de trabalho, uma nova mentalidade. Deverão ser cultivados valores tais como: Espírito de equipe, Moral, Conhecimento e Autodisciplina.

Estaremos sempre abordando em detalhes aspectos de Liderança e Gestão, Gerenciamento de Projetos, Gestão da Manutenção nos próximos artigos do Blogtek. Para manter-se informado sobre os próximos artigos, cadastre seu e-mail em Assine o Blogtek! SEU E-MAIL NÃO SERÁ USADO POR TERCEIROS.

Incoming search terms:

  • kaizen mudar melhorar

Clique aqui e cadastre-se para receber uma notificação por email sempre que um novo artigo for postado

Seu email não será utilizado por terceiros nem para envio de spam.
Stonner

Rodolfo Stonner, Engenheiro Mecânico pela UFRJ, atuou como Engenheiro de Equipamentos Sênior da Petrobras, e foi Gerente de Construção e Montagem das Obras Extramuros da Refinaria Abreu e Lima (RNEST), em Pernambuco. Atualmente aposentado, é consultor e instrutor nas áreas de Gerenciamento de Projetos e Gestão da Manutenção, e está atuando com a Deloitte na implantação do PMO para a Refinaria de Talara, Peru. Gosta de lecionar, trocar experiências e conhecimentos, é certificado como PMP (Project Management Professional) e RMP (Risk Management Professional) pelo PMI, e CRE (Certified Reliability Engineer) pela ASQ.

Newsletter

Seja notificado sempre que um novo conteúdo estiver disponível.

Não se preocupe, não temos prática de enviar spam.