Liderança e Gestão

2 Comentários 13.08.18 776 Vizualizações Imprimir Enviar
Inovação estratégica – desafios e oportunidades

Inovação estratégica – desafios e oportunidades: um assunto que me interessa bastante é a questão da inovação. Pesquisando na internet, encontrei alguns artigos de Chris Trimble, acerca de inovação estratégica. Irei fazer uma síntese desse artigo aqui, falando sobre os modelos e limitações para a inovação em empresas. Posteriormente publicarei um outro artigo sobre as “10 regras para inovadores estratégicos”.  Se você quiser ser notificado dos próximos artigos, cadastre seu e-mail aqui ao lado, em Assine o Blogtek! SEU E-MAIL NÃO SERÁ USADO POR TERCEIROS.

Inovação estratégica – importância da inovação

Inovação sempre foi importante nos negócios, para a sobrevivência das empresas. Porém, cada vez mais a inovação não é apenas importante, porém VITAL pra os negócios. Vemos a seguir a curva típica do ciclo de vida de um produto (o qual pode ser um bem ou um serviço). Usualmente, ao final deste ciclo, entende-se como necessário recomeçar um novo ciclo.

Inovação estratégica

Inovação estratégica – ciclo de vida do produto

O que Chris Trimble evidencia é que este novo ciclo deve começar cada vez mais cedo, como vemos a seguir:

Inovação estratégica

Inovação estratégica – ciclo de vida do novo produto

Inovação estratégica

Inovação estratégica – antecipação do novo ciclo de vida

A grande questão é, como garantir que este novo ciclo se inicie, ou seja, que algo realmente NOVO esteja sendo desenvolvido?

Inovação estratégica – modelos de inovação – #1

Definição de Inovação: qualquer projeto que seja novo para você ou sua organização, e cujos resultados sejam incertos.

Se parece bastante com a definição de risco, segundo o PMBoK Guide, certo? E assim é, de fato.

Este primeiro modelo é o que existe em qualquer organização: a inovação como fruto pessoal. Em tese. Porque em muitas organizações não se concebe um empregado estar “divagando”, maturando algo novo, sem estar aparentemente contribuindo para os resultados da empresa.

Este primeiro modelo seria Inovação = Ideias + Motivação, conforme retratado a seguir:

Inovação estratégica

Inovação estratégica – modelo 1

O limite aí é justamente a disponibilidade de tempo para exercer a criatividade, o que não gera resultados tangíveis no curto prazo.

Inovação estratégica – modelos de inovação – #2

O modelo 2, representado abaixo, é um avanço na medida em que incorpora o processo criativo à organização:

Inovação estratégica

Inovação estratégica – modelo 2

Este segundo modelo seria: Inovação = Ideias + Processos

Ou seja, neste modelo a inovação é tratada como qualquer processo do negócio. Há regras, procedimentos, incentiva-se a eficiência na criação. Regras para a criação? Não exatamente, mas regras e procedimentos de incentivo à criação. Reuniões para discussão, brainstorms, fóruns para a discussão, disseminação de novas ideias, conceitos e sugestões.

O limite aí é a repetibilidade do processo. Ou seja, o processo acaba sendo rotineiro, e esvaziado.

Inovação estratégica – modelos de inovação – #3

Para o terceiro modelo, é necessário visualizar que cada empresa tem a sua estrutura de rotina, de operações, a qual podemos chamar de “Máquina do desempenho”, onde se busca identificar:

  • Mercado atual
  • Concorrentes atuais
  • Cumprimento do prazo
  • Cumprimento do orçamento
  • Atingimento do nível requerido de Qualidade
  • Eficiência
  • Lucratividade
Inovação estratégica

Inovação estratégica – modelo 3

O Modelo 3 não busca competir com estes valores, os quais reconhecemos como fundamentais a qualquer empresa, porém envolve a criação de uma estrutura a parte, não concorrente com a “Máquina de Desempenho” (por vezes, conflitante, mas não destrutiva…), onde há um time dedicado a novas ideias. Em muitas organizões, são denominados Desenvolvimento de Novos Negócios, Desenvolvimento de Novos Produtos.

Este terceiro modelo compreende: Inovação = Ideias + Líderes + Equipes + Planejamento

Neste modelo, o foco é:

  • Aquilo que NÃO sabemos
  • Aprendizagem
  • Abertura para o mundo
  • Percepção
  • Experimentação
  • Planejamento

Breve publicaremos um artigo sobre “10 regras para inovadores estratégicos”.

A cada semana, publicamos novos artigos aqui no Blogtek, sobre Gerenciamento de Projetos, Gestão da Manutenção, e tópicos sobre Liderança e Gestão. Também semanalmente publicamos um vídeo, os quais podem ser acessados em youtube.com/c/Blogtek. Para manter-se informado sobre os próximos artigos, cadastre seu e-mail em Assine o Blogtek!SEU E-MAIL NÃO SERÁ USADO POR TERCEIROS.

Incoming search terms:

  • RENOVAÇÃO ESTRATEGICA

Clique aqui e cadastre-se para receber uma notificação por email sempre que um novo artigo for postado

Seu email não será utilizado por terceiros nem para envio de spam.
Stonner

Rodolfo Stonner, Engenheiro Mecânico pela UFRJ, atuou como Engenheiro de Equipamentos Sênior da Petrobras, e foi Gerente de Construção e Montagem das Obras Extramuros da Refinaria Abreu e Lima (RNEST), em Pernambuco. Atualmente aposentado, é consultor e instrutor nas áreas de Gerenciamento de Projetos e Gestão da Manutenção, e está atuando com a Deloitte na implantação do PMO para a Refinaria de Talara, Peru. Gosta de lecionar, trocar experiências e conhecimentos, é certificado como PMP (Project Management Professional) e RMP (Risk Management Professional) pelo PMI, e CRE (Certified Reliability Engineer) pela ASQ.

Newsletter

Seja notificado sempre que um novo conteúdo estiver disponível.

Não se preocupe, não temos prática de enviar spam.