Atualidades

Comente 11.05.20 542 Visualizações Imprimir Enviar
Inovação e melhorias incrementais

Inovação e melhorias incrementais – Muito se têm falado sobre inovação, porém qual é a diferença entre inovação e melhoria? O que são melhorias incrementais? Qual é a definição de inovação? Se você quiser ser notificado dos próximos artigos, cadastre seu e-mail aqui ao lado, em Assine o Blogtek! SEU E-MAIL NÃO SERÁ USADO POR TERCEIROS.

Inovação e melhorias incrementais – definição

Criatividade é o processo mental de geração de novas ideias. Estas ideias podem ser consideradas úteis ou inúteis. A inovação é a aplicação da criatividade na solução de um problema ou na criação de algo que atenda as necessidades ou desejos do mercado.

Melhoria incremental são melhorias contínuas, fundamentais para sustentar o Mercado, mas não criam novos mercados. São, por exemplo, melhorias advindas de um processo de resolução de problemas, como o PDCA.

Inovação é uma nova ideia implementada com sucesso, que produz resultados econômicos e gera novos mercados.

Inovação e melhorias incrementais – ciclo de vida do produto

Vemos a seguir a curva típica do ciclo de vida de um produto (o qual pode ser um bem ou um serviço). Usualmente, ao final deste ciclo, entende-se como necessário recomeçar um novo ciclo:

Inovação e melhorias incrementais
Inovação e melhorias incrementais – ciclo de vida do produto

Em tempos mais estáveis, que já não ocorrem há muito tempo, teríamos a seguinte curva de substituição de produto:

Inovação e melhorias incrementais
Inovação e melhorias incrementais – novo produto

Porém, com o mundo VUCA atual (Volatility, Uncertainty, Complexity, Ambiguity), o novo ciclo deve começar cada vez mais cedo, como vemos a seguir:

Inovação e melhorias incrementais
Inovação e melhorias incrementais – encurtamento da introdução

Tudo que é feito ao longo da curva ascendente do produto, como se vê na figura, são melhorias incrementais:

Inovação e melhorias incrementais
Inovação e melhorias incrementais

Inovação e melhorias incrementais – exemplo

No século XIX, as pessoas para ouvirem música tinham que ir a um teatro, uma sala de concerto, ou eventualmente se deleitar com algum músico de rua, em troca de algumas moedas.

Thomas Edison ao inventar o fonógrafo deu mostras de sua CRIATIVIDADE, porém ainda não era uma INOVAÇÃO. Edison o imaginava como uma máquina para fazer ditados para as secretárias.

Eldridge Johnson, engenheiro, empresário e inventor americano, tomou a ideia de Edison, e fundou a RCA Victor, uma indústria fonográfica que começou a vender discos musicais. Os mais antigos talvez se lembrem do símbolo, um cachorro ouvindo a voz do mestre através do fonógrafo.

Aí sim, se deu a INOVAÇÃO: criou-se um novo mercado, com um produto revolucionário: as pessoas não precisavam mais deslocar-se até a música, podiam levar a música para casa!

Daí em diante, tudo o que sucedeu ao longo do século XX, conforme a figura a seguir, foram melhorias incrementais: disco de vinil (78, 45 e 33 RPM), fitas K-7, CD’s, DVD’s, Walkman… por que não são inovações? Porque sustentaram, até melhoraram o mercado, mas não criaram novos mercados.

Inovação e melhorias incrementais
Inovação e melhorias incrementais – exemplo

A inovação surge no século XXI: o streaming, ou seja, a pessoa não precisa comprar um CD ou DVD com mais de uma dezena de músicas, das quais apenas duas ou três lhe interessam.

Faz-se a assinatura de um serviço tal qual Spotify e outros, seleciona-se as músicas desejadas, formam-se as playlists desejadas, uma para festas, outra para momentos românticos, outra para ouvir no trabalho, etc.

Aí criou-se um novo mercado!

A cada semana, publicamos novos artigos aqui no Blogtek, sobre Gerenciamento de Projetos, Gestão da Manutenção, e tópicos sobre Liderança e Gestão. Também semanalmente publicamos um vídeo, os quais podem ser acessados em youtube.com/c/Blogtek.  Se você quiser ser notificado dos próximos artigos, cadastre seu e-mail aqui ao lado, em Assine o Blogtek! SEU E-MAIL NÃO SERÁ USADO POR TERCEIROS.

Incoming search terms:

  • analise swot fraquezas e ameaças
  • gardner inteligências múltiplas download
  • segundo o modelo do processo de mudança organizacional proposto por Kurt lewin a etapa de

Clique aqui e cadastre-se para receber uma notificação por email sempre que um novo artigo for postado

Seu email não será utilizado por terceiros nem para envio de spam.
Stonner

Rodolfo Stonner, Engenheiro Mecânico pela UFRJ, atuou como Engenheiro de Equipamentos Sênior da Petrobras, e foi Gerente de Construção e Montagem das Obras Extramuros da Refinaria Abreu e Lima (RNEST), em Pernambuco. Atualmente aposentado, é consultor e instrutor nas áreas de Gerenciamento de Projetos e Gestão da Manutenção, e está atuando com a Deloitte na implantação do PMO para a Refinaria de Talara, Peru. Gosta de lecionar, trocar experiências e conhecimentos, é certificado como PMP (Project Management Professional) e RMP (Risk Management Professional) pelo PMI, e CRE (Certified Reliability Engineer) pela ASQ.

Newsletter

Seja notificado sempre que um novo conteúdo estiver disponível.

Não se preocupe, não temos prática de enviar spam.