Liderança e Gestão

Comente 08.06.20 410 Visualizações Imprimir Enviar
Escola do Posicionamento – Planejamento Estratégico

Escola do Posicionamento – Planejamento estratégico: recentemente, publicamos aqui no Blogtek o artigo “10 escolas de Planejamento estratégico”, baseado na obra de Henry Mintzberg, e mencionamos que cada uma destas escolas seria aqui descrita com mais detalhe. O fato de estas escolas surgirem cronologicamente, isto não significa que estejam “ultrapassadas”, mas sim que novas visões foram agregadas, eventualmente dando um melhor direcionamento ao Planejamento estratégico. Se você quiser ser notificado dos próximos artigos, cadastre seu e-mail aqui ao lado, em Assine o Blogtek! SEU E-MAIL NÃO SERÁ USADO POR TERCEIROS.

Planejamento Estratégico – Escola do Design

Este modelo já foi abordado aqui, no artigo “Escola do Design – Planejamento estratégico”. Mintzberg categoriza esta escola como um Processo de Concepção.

Sua principal contribuição, e de fato o primeiro passo em direção ao Planejamento Estratégico, na medida em que busca adequar a situação interna da organização ao ambiente externo.

Neste sentido, foi criada uma frase marcante, que caracteriza esta escola: “Structure follows Strategy” (A estratégia precede a estrutura), ou seja, a empresa tem que se moldar ao mundo externo, e não o contrário, conforme os modelos imobilistas até então prevalentes.

Permeiam os pensamentos desta escola as ferramentas e conceitos Análise SWOT e Modelo Ashridge de Missão, já abordados aqui.

Planejamento Estratégico – Escola do Planejamento

Este modelo também já foi abordado aqui, no artigo “Matriz de Ansoff – Produtos e Mercado”, onde se avança no conceito de avaliar em uma matriz dividida em quadrantes, comparando Produtos Novos e Existentes, versus Mercados Novos e Existentes, com diferentes estratégias para cada quadrante.

Mintzberg categoriza esta escola como a Estratégia como fruto de Processo Formal.

São contemporâneos e contribuintes para esta escola os conceitos de Levers of Control e Planejamento de Cenários.

Planejamento Estratégico – Escola do Posicionamento

Esta é a escola a qual abordaremos neste artigo, que foi categorizada por Mintzberg como um Processo Analítico.

A Escola do Posicionamento situa o negócio dentro do contexto da sua indústria, e busca identificar de que maneira a organização consegue melhorar seu posicionamento estratégico dentro da indústria.

A Escola do Posicionamento é fortemente estruturada com base na Estratégia Militar, sendo uma de suas referências o livro “A arte da Guerra”, de Sun Tzu, livro recorrente na biblioteca dos empresários. É fortemente baseada em fatos, na análise de dados.

O fato de ser predominantemente calcada em fatos, faz com que seja reconhecida como o passo que transformou o Planejamento Estratégico em uma ciência.

Escola do Posicionamento
Escola do Posicionamento – Michael Porter

A evolução desta Escola de Planejamento estratégico é acompanhada por conceitos e ferramentas tais como as 5 Forças de Porter, e a Matriz de Boston, bem como a Teoria dos Jogos, que é um ramo da Matemática desenvolvido para apoiar o processo decisório em situações de alta complexidade.

Mintzberg, que mais do que um administrador, é um analista do processo de administração e planejamento estratégico, vê esta escola como tendo um viés marcado por grandes empresas, e como negligenciando um pouco os aspectos sociais: cultura, política, movimentos sociais e relações de poder político.

Escola do Posicionamento – Premissas

  1. As estratégias são genéricas e comuns, aplicáveis a posições bem identificadas no Mercado. (daí a crítica de Mintzberg mencionada no parágrafo anterior);
  2. O Mercado é ditado pelo contexto econômico e competitivo;
  3. O processo de formação da estratégia é fortemente baseado em cálculos analíticos (daí o forte suporte da Teoria dos Jogos);
  4. O papel principal no processo é dos analistas de negócios, os quais subsidiam os gerentes que efetivamente tomam as decisões;
  5. A estrutura do mercado é a diretriz da formulação de estratégias que orientam a formação da estrutura organizacional.

Escola do Posicionamento – Críticas

  1. Foco: considera-se o foco muito estreito, orientado para aspectos meramente econômicos, negligenciando aspectos políticos, sociais e culturais, bem como variáveis não quantificáveis.
  2. Processo: a mensagem da escola do Posicionamento não é “Saia e Aprenda”, mas “Enclausure-se e calcule”;
  3. Tende a entender a criação da estratégia como uma fórmula, desconsiderando nuances variáveis que ocorrem na sociedade.

A cada semana, publicamos novos artigos aqui no Blogtek, sobre Gerenciamento de Projetos, Gestão da Manutenção, e tópicos sobre Liderança e Gestão. Também semanalmente publicamos um vídeo, os quais podem ser acessados em youtube.com/c/Blogtek.  Se você quiser ser notificado dos próximos artigos, cadastre seu e-mail aqui ao lado, em Assine o Blogtek! SEU E-MAIL NÃO SERÁ USADO POR TERCEIROS.

Incoming search terms:

  • defina as prioridades
  • escola do posicionamento

Clique aqui e cadastre-se para receber uma notificação por email sempre que um novo artigo for postado

Seu email não será utilizado por terceiros nem para envio de spam.
Stonner

Rodolfo Stonner, Engenheiro Mecânico pela UFRJ, atuou como Engenheiro de Equipamentos Sênior da Petrobras, e foi Gerente de Construção e Montagem das Obras Extramuros da Refinaria Abreu e Lima (RNEST), em Pernambuco. Atualmente aposentado, é consultor e instrutor nas áreas de Gerenciamento de Projetos e Gestão da Manutenção, e está atuando com a Deloitte na implantação do PMO para a Refinaria de Talara, Peru. Gosta de lecionar, trocar experiências e conhecimentos, é certificado como PMP (Project Management Professional) e RMP (Risk Management Professional) pelo PMI, e CRE (Certified Reliability Engineer) pela ASQ.

Newsletter

Seja notificado sempre que um novo conteúdo estiver disponível.

Não se preocupe, não temos prática de enviar spam.