Gerenciamento de Projetos

6 Comentários 06.04.15 8760 Vizualizações Imprimir Enviar
Diagrama de Influência

Diagrama de Influência – já publicamos aqui no Blogtek referência a esta ferramenta (Artigo Identificar os riscos). No entanto, o diagrama de influência pode também ser utilizado na Análise das Partes Interessadas (Stakeholders Analysis), assunto também já abordado aqui. O Diagrama de Influência é uma ferramenta qualitativa, que pode ter diferentes graduações de complexidade.  Se você quiser ser notificado dos próximos artigos, cadastre seu e-mail aqui ao lado, em Assine o Blogtek! SEU E-MAIL NÃO SERÁ USADO POR TERCEIROS.

Diagrama de Influência – modelo

Em sua concepção mais simples, ao construirmos o Diagrama de Influência colocamos os nomes das partes interessadas (pessoa física ou jurídica, ou grupamento informal) em círculos, e traçamos setas vinculando estas partes interessadas, no sentido de quem influencia quem. Por exemplo, em determinado projeto, como a construção de uma nova planta industrial em região ainda não fortemente industrializada, poderíamos ter as seguintes partes interessadas:

Gerente do Projeto

Conselho de Administração

Acionistas

Governo Estadual

Governo Federal

Governos Municipais

Órgãos ambientais

Populações ribeirinhas

Populações indígenas

Organizações não governamentais

Empreiteiras

Fornecedores Locais

Imprensa

Clientes potenciais

Empregados próprios

Uma possível imagem do diagrama de influência seria:

Diagrama de Influência

E, da análise deste exemplo hipotético, podemos perceber que o principal influenciador (pela quantidade de setas que partem dele) são os Órgãos Ambientais, e o principal influenciado é o Gerente de Projeto. Observe também que há elementos entre os quais existem dois sentidos de influência, como entre Gerente do Projeto e Empregados Próprios.

Diagrama de Influência – variações

Em se tratando de ferramenta qualitativa, algumas adaptações podem ser feitas. Por exemplo, a espessura das setas pode indicar o grau de influência de uma parte interessada sobre a outra:

Diagrama de Influência – força da relação

Também podem ser usados códigos de cores ou legendas para indicar o tipo de influência exercida, por exemplo, Orientadora, Colaborativa, Destrutiva, ou Neutra:

Diagrama de Influência 3 – tipo de influência

A análise do Diagrama de Influência auxiliará o Gerente de Projeto e sua equipe a definirem o tipo de comunicação e conduta a serem assumidas frente a cada parte interessada.

Diagrama de Influência – modelos disponíveis

Construir o diagrama de influência manualmente é fácil…nada mais do que as ferramentas de desenho do MS-Office.

No entanto, há alguns softwares para auxiliá-lo. Consulte alguns deles:

http://www.stakeholder-management.com/

https://netmap.wordpress.com/about/

http://www.heartbeatexperts.com/life-science-software/kol-influence-mapping/

Outras formas de diagrama de influência

Outras formas de diagrama de influência

Estamos sempre publicando artigos sobre Liderança e Gestão, Gerenciamento de Projetos e Gestão da Manutenção. Para manter-se informado sobre os próximos artigos, cadastre seu e-mail em Assine o Blogtek! SEU E-MAIL NÃO SERÁ USADO POR TERCEIROS.

 

Incoming search terms:

  • diagrama de influência
  • diagrama de influencia pmbok
  • que exemplos de influencia de software na atualidade
  • diagramas de influencia
  • diagramas de relações
  • riscos Diagrama de influencia

Clique aqui e cadastre-se para receber uma notificação por email sempre que um novo artigo for postado

Seu email não será utilizado por terceiros nem para envio de spam.
Stonner

Rodolfo Stonner, Engenheiro Mecânico pela UFRJ, atuou como Engenheiro de Equipamentos Sênior da Petrobras, e foi Gerente de Construção e Montagem das Obras Extramuros da Refinaria Abreu e Lima (RNEST), em Pernambuco. Atualmente aposentado, é consultor e instrutor nas áreas de Gerenciamento de Projetos e Gestão da Manutenção, e está atuando com a Deloitte na implantação do PMO para a Refinaria de Talara, Peru. Gosta de lecionar, trocar experiências e conhecimentos, é certificado como PMP (Project Management Professional) e RMP (Risk Management Professional) pelo PMI, e CRE (Certified Reliability Engineer) pela ASQ.

Newsletter

Seja notificado sempre que um novo conteúdo estiver disponível.

Não se preocupe, não temos prática de enviar spam.