Menu

Dados, informação… conhecimento

Stonner 12 Comentários 19.01.15 3765 Vizualizações Imprimir Enviar

Dados, informação… conhecimento – na dita era da Informação, são muito usuais expressões tais como: “Informação é tudo”, “Preciso de fatos e dados”, “Coletar dados”, expressões que são utilizadas sem muitas vezes saber a exata distinção entre as palavras “dados” e “informações”, e como elas são usadas para construir nosso conhecimento.  Se você quiser ser notificado dos próximos artigos, cadastre seu e-mail aqui ao lado, em Assine o Blogtek! SEU E-MAIL NÃO SERÁ USADO POR TERCEIROS.

Clique aqui e cadastre-se para receber uma notificação por email sempre que um novo artigo for postado

Seu email não será utilizado por terceiros nem para envio de spam.

Dados, informação… conhecimento – o que são dados?

Sem incorrer no campo filosófico, de forma geral podemos definir:

Dado é qualquer registro (físico ou mental) que pode ser associado a um objeto, pessoa ou evento.

Elemento, princípio ou quantidade conhecida que serve de base à solução de um problema. 2 Ponto de partida em que assenta uma discussão. 3 Princípio ou base para se entrar no conhecimento de algum assunto. (Michaelis)

Segundo o Aurélio:

Cada um dos elementos conhecidos de um problema. 3 Base de uma discussão. 4 Indício, informação, precedente.

Muitas definições atuais da palavra “dados” utilizam um viés muito relacionado à Informática:

“Elemento de informação em forma apropriada para armazenamento, processamento ou transmissão por meios automáticos.”

“Informação capaz de ser processada por um computador.”

Dados, informação… conhecimento – o que é informação?

O termo “informação” pressupõe um tratamento, análise, avaliação de dados disponíveis:

O resultado do processamento de dados são as informações. As informações tem significado, podem ser tomadas decisões ou fazer afirmações considerando as informações.

Informação são os dados configurados de forma adequada ao entendimento e utilização pelas pessoas.

Dados, informação… conhecimento – diferenças exemplificadas

Em uma fábrica, operadores e mantenedores das máquinas de uma determinada planta registram o “Tempo médio entre falhas (TMEF)” e o “Tempo médio para reparos (TMPR)” para um determinado equipamento, obtendo a tabela que se segue:

Dados e informação - tabela

Dados e informação – tabela

O que vemos nesta tabela são dados, ou seja, registros relacionados a determinados equipamentos. Tal como estão, não servem de base para nenhuma decisão.

No entanto, se produzirmos alguns gráficos a partir destes dados, se os inserirmos em uma fórmula, teremos, por exemplo:

Dados e informação – fórmula

A disponibilidade deste equipamento é de 98,9%.

Além disto, podemos obter gráficos como os que seguem, que evidenciam que o Tempo médio entre falhas está diminuindo, e o Tempo médio para reparos está aumentando.

Dados e informação - gráfico TMEF

Dados e informação – gráfico TMEF

Dados e informação – gráfico TMPR

Isto são informações, geradas por exemplo no nível tático da Organização. Estas informações, levadas à Alta Administração, juntamente com estudos de custos de manutenção, custos de implementação de programas de manutenção preventiva ou preditiva, custos de substituição dos equipamentos, pode levar à decisão de substituir o equipamento, ou modificar a política de manutenção.

Isto fica bem ilustrado no Triângulo de Robert Anthony:

Planejamento Estratégico: dados vs informações

Dados, informação… conhecimento – e o conhecimento?

Uma excelente definição encontrada para conhecimento é: “Se informação são os dados trabalhados, conhecimento é a informação trabalhada.”

O conhecimento pressupõe saber, vivência…isto se ilustra na diferença entre as possíveis respostas às perguntas:

– Você tem informações sobre Paris? – a maioria das pessoas tem informações sobre Paris, tais como localização, clima, população, a existência da Torre Eiffel e do Louvre..

– Você conhece Paris? – apenas aqueles que lá já estiveram poderão responder afirmativamente.

No exemplo da manutenção, os operadores e mantenedores geram dados. Os supervisores ou gerentes intermediários transformarão estes dados em informações, e o conhecimento (fruto do estudo, da vivência, da prática) da Alta Administração permitirá tomar decisões pertinentes a respeito do assunto.

Estamos sempre buscando dicas e sugestões para Liderança, Gerenciamento de Projetos, Gestão da Manutenção, envolvendo a Gestão do Conhecimento. Para manter-se informado sobre os próximos artigos, cadastre seu e-mail em Assine o Blogtek! SEU E-MAIL NÃO SERÁ USADO POR TERCEIROS.

Incoming search terms:

  • base para entrar no conhecimento de algum assunto
  • comente sobre dados informaçao e conhecimento

Clique aqui e cadastre-se para receber uma notificação por email sempre que um novo artigo for postado

Seu email não será utilizado por terceiros nem para envio de spam.

Stonner

Rodolfo Stonner, Engenheiro Mecânico pela UFRJ, atuou como Engenheiro de Equipamentos Sênior da Petrobras, e foi Gerente de Construção e Montagem das Obras Extramuros da Refinaria Abreu e Lima (RNEST), em Pernambuco. Atualmente aposentado, é consultor e instrutor nas áreas de Gerenciamento de Projetos e Gestão da Manutenção, e está atuando com a Deloitte na implantação do PMO para a Refinaria de Talara, Peru. Gosta de lecionar, trocar experiências e conhecimentos, é certificado como PMP (Project Management Professional) e RMP (Risk Management Professional) pelo PMI, e CRE (Certified Reliability Engineer) pela ASQ.

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

  • Moschin

    Caro Stonner

    Parece simples, mas muitas pessoas não conseguem fazer a devida separação entre dados e informações e acabam por usar os dados, na sua forma original.

    Muito esclarecedor o artigo

    abs

    Moschin

  • José Guilherme Pinheiro Côrtes

    Caro Stonner.

    Por coincidência (que não é coincidência…), tenho estudado áreas temáticas fortemente relacionadas ao assunto que você oportunamente aborda hoje. Para você e outros leitores interessados, minhas fontes incluem:
    . Probability Management – ver o livro The Flaw of Averages (Sam Savage, Stanford). Inclui aplicações à área de petróleo.
    . Nassim Taleb (várias contribuições ao improvável).
    . Analytics/Big Data.
    . Fuzzy Logic (a lógica da imprecisão).
    Abraço. Continue esse trabalho.

  • Marco Túlio Paes

    Todo planejamento deve partir de um plano de comunicação bem elaborado, com fluxogramas definindo prazos e responsabilidades.
    Esta é na minha opinião a melhor forma de utilizar os dados para transformá-los em informação e obter a participação de todos no processo.
    Tenho percebido que quanto mais explicito o plano de comunicação, maior o comprometimento de todos na informação dos dados.

  • Olá, Moschin! De fato, muitas vezes as pessoas não sabem a diferença, espero ter contribuído…

  • Olá, José Guilherme, eu e os leitores do Blogtek agradecemos a ampliação das referências!!!!

  • Com certeza, melhor a comunicação, maior o comprometimento, Marco Túlio. Infelizmente, ainda vejo muitos problemas de comunicação em TODOS os projetos.

  • Marcelo Vasconcelos

    Interessante a sua abordagem. Numa linguagem simples e objetiva. Abraço

  • Luiz Carlos Ramos Cruz

    Prezado Stonner,

    Já me dava por satisfeito em ter acesso aos seus artigos – Inovadores e surpreedentes, como sempre !
    Mas ao me deparar com comenetários como a do José Guilherme Pinheiro Cortes, onde já tive oportunidade de assistir suas aulas, me surpreendem mais ainda.
    Permita-me Stonner em sugerir um novo artigo para o seu blog ? Antecipando ao seu aceite , segue – FISCALIZAÇÃO DE CONTRATOS.
    Caso possam indicar literaturas, ideias sobre o assunto, agregaria considerá-lo.
    José Guilherme, fale um pouco mais sobre a lògica Fuzzy com o Stonner e quem sabe o assunto possa ter maior vizibilidade?
    Abs e parabéns pelo blogtek que continua imperdível…

  • Obrigado, Luiz Carlos, sugestão anotada! José Guilherme, segue também o pedido do Luiz Carlos. Você sabe que as portas do Blogtek estão sempre abertas, José Guilherme, será uma honra!

  • Obrigado, Marcelo!

  • dilma

    “Tão próximas as leis da matemática estejam da realidade, menos próximas da certeza elas estarão. E tão próximas elas estejam da certeza, menos elas se referirão à realidade”
    (Albert Einstein)
    Acredito que a frase ilustre bem a diferença entre a lógica clássica e a difusa.
    Que tal um post sobre o tema para engrossar o coro? rsrs
    Abs professor

  • Pingback: blogtek.com.brConhecimento, Habilidade, Atitude - blogtek.com.br()

Publicidade

Liderança e Gestão

Fatores críticos de sucesso

Comente Stonner 11.02.19
Gerenciamento de Projetos

Curva do caminho crítico

Comente Stonner 04.02.19
Liderança e Gestão

Soma ponderada – processo decisório multicritérios

Comente Stonner 28.01.19
Liderança e Gestão

Previsões – quanto mais sabemos, mais erramos

Comente Stonner 21.01.19
Liderança e Gestão

Brainstorming reverso – revirando os problemas

Comente Stonner 07.01.19

Gerenciamento de Projetos

MS-Project – Dicas e Pegadinhas (Tips & Tricks)

85 Comentários Stonner 28.04.13
Liderança e Gestão

Seis regras testadas para vencer discussões (Les Giblin)

63 Comentários Stonner 01.12.14
Gestão da Manutenção

O Planejamento de uma Parada de Manutenção – Parte 1

61 Comentários Stonner 05.05.13
Atualidades

O que o biquíni esconde e o custo das novas refinarias…

56 Comentários Stonner 17.04.13
Gerenciamento de Projetos

Metodologia FEL – Método dos Portões

45 Comentários Stonner 17.02.13

Bem-vindo ao novo

Blogtek

Seja notificado sempre que um novo conteúdo estiver disponível.

Não se preocupe, não temos prática de enviar spam.
© 2013 - 2019 Blogtek.