Menu

Herman Kahn – uma releitura contemporânea

Stonner Comente 28.07.14 3038 Vizualizações Imprimir Enviar

Herman Kahn: os gerentes de projeto utilizam análise de risco e diversas outras ferramentas ao longo de seu processo decisório. No fundo, buscamos inferências para identificar cenários futuros. Aqui, fazemos uma releitura contemporânea de um futurólogo famoso, admirado por alguns, execrado por muitos.  Se você quiser ser notificado dos próximos artigos, cadastre seu e-mail aqui ao lado, em Assine o Blogtek! SEU E-MAIL NÃO SERÁ USADO POR TERCEIROS.

Clique aqui e cadastre-se para receber uma notificação por email sempre que um novo artigo for postado

Seu email não será utilizado por terceiros nem para envio de spam.

Herman Kahn – breve biografia

Nascido em 15/fevereiro/1922, de família judaica, em New Jersey, EUA, Herman Kahn foi um físico, matemático, escritor e estrategista militar. Trabalhou na RAND Corporation, durante o desenvolvimento da bomba H. Gordo, com mais de 150 quilos, é descrito como tendo QI em torno de 200.

Fez diversas análises sobre as consequências de uma guerra termonuclear, e era um estrategista muito respeitado nos Estados Unidos. Exemplo disto é o fato de que manteve contatos técnicos com todos os presidentes americanos, de Truman a Reagan, portanto colaborando indistintamente com democratas e republicanos.

Em 1967, juntamente com Robert Panero, sugeriu o projeto Grandes Lagos, passo inicial de uma internacionalização da Amazônia. Este projeto conseguiu à época o raro feito de unir a esquerda e o Governo Militar na oposição ao projeto.

Herman Kahn morreu de infarto em 1983, no estado de New York.

Herman Kahn – o projeto Grandes Lagos

HermanKahn - o futurólogo que uniu o Brasil contra si

HermanKahn – o futurólogo que uniu o Brasil contra si

O projeto Grandes Lagos despertou tal ojeriza popular, entre populares, políticos e o meio acadêmico, que hoje em dia é até difícil encontrar relatos e descrições sobre o projeto na Internet.

Um dos poucos artigos encontrados foi “O INSTITUTO INTERNACIONAL DA HILEIA AMAZÔNICA: MOINHO COMBATIDO POR UM QUIXOTESCO BRASIL”, escrito por Paulo Henrique Faria Nunes (http://goo.gl/xZ5f4W), na revista Estudos Jurídicos Ano II Número 1, 2009.

Em seu excelente artigo, Paulo Henrique já nos mostra como a Amazônia sempre foi cobiçada internacionalmente. No século XIX havia uma proposta de deportação de negros norte-americanos para ocupar a Amazônia.

No que se refere ao projeto Grandes Lagos, Paulo Henrique nos lembra:

“O projeto, considerado neocolonialista e lesivo aos interesses nacionais pelo Estado-maior das Forças Armadas, idealizava a construção de uma grande barragem no rio Amazonas e um sistema supranacional de barragens na América do Sul. A finalidade desse grande sistema hidrográfico era criar uma imensa plataforma logística para o desenvolvimento, favorecendo a navegabilidade, a produção de energia elétrica e a irrigação de áreas destinadas à agricultura.”

Felizmente, o projeto não foi à frente.

Herman Kahn – previsões

Em 1967, Herman Kahn publicou o livro: “O ano 2000: especulações para os próximos 33 anos”, livro que continha ao final uma lista de 100 inovações tecnológicas muito prováveis, dentre as quais listamos algumas:

Novos materiais estruturais de resistência extremamente elevada.

Novos tecidos de alto desempenho.

Previsões meteorológicas mais confiáveis de maior prazo.

Intensa expansão da agricultura tropical.

Novas fontes de energia para veículos terrestres.

Novas técnicas para controle de natalidade, baratas e confiáveis.

Capacidade de definir / alterar o sexo de crianças e adultos.

Sistema bancário automatizado, e em tempo real.

Uso intensivo de computadores pessoais.

Telefones celulares (usou o nome “personnal pagers”)

Computadores domésticos organizando o lar.

Extração comercial do óleo de xisto.

Herman Kahn – citações

Herman Kahn - trabalhou na criação da Bomba-H

Herman Kahn – trabalhou na criação da Bomba-H

Herman Kahn também criou muitas citações, das quais destacamos algumas a seguir:

“A Primeira Guerra Mundial ocorreu devido a uma corrida armamentista, e a Segunda Guerra Mundial ocorreu por falta de uma corrida armamentista.”

“O objetivo da política de armas nucleares não deve ser apenas a redução do número de armas nucleares no mundo, mas fazer o mundo mais seguro – o que não é exatamente a mesma coisa.”

“As armas nucleares não são intrinsecamente morais ou imorais, apesar de serem mais propensas ao uso imoral do que a maioria das armas.”

“Meu palpite é de que as armas nucleares serão utilizadas algumas vezes nos próximos cem anos, mas seu uso será provavelmente menor e mais limitado do que irrestrito e abrangente.”

Se você quiser ser notificado dos próximos artigos, cadastre seu e-mail aqui ao lado, em Assine o Blogtek! SEU E-MAIL NÃO SERÁ USADO POR TERCEIROS.

Incoming search terms:

  • Definicao Herman kahn
  • futurologo Herman Kahm
  • Herman Kahn
  • herman kahn futurologe
  • herman kahn grandes lagos
  • hermancan futurologo
  • o ano 2000 herman kahn
  • uma sinopse do filme A Missao de Robert Panero

Clique aqui e cadastre-se para receber uma notificação por email sempre que um novo artigo for postado

Seu email não será utilizado por terceiros nem para envio de spam.

Stonner

Rodolfo Stonner, Engenheiro Mecânico pela UFRJ, atuou como Engenheiro de Equipamentos Sênior da Petrobras, e foi Gerente de Construção e Montagem das Obras Extramuros da Refinaria Abreu e Lima (RNEST), em Pernambuco. Atualmente aposentado, é consultor e instrutor nas áreas de Gerenciamento de Projetos e Gestão da Manutenção, e está atuando com a Deloitte na implantação do PMO para a Refinaria de Talara, Peru. Gosta de lecionar, trocar experiências e conhecimentos, é certificado como PMP (Project Management Professional) e RMP (Risk Management Professional) pelo PMI, e CRE (Certified Reliability Engineer) pela ASQ.

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Publicidade

Gerenciamento de Projetos

Síndrome do estudante – procrastinação

Comente Stonner 20.11.17
Liderança e Gestão

Planejamento de cenários – estratégia na incerteza

Comente Stonner 13.11.17
Gerenciamento de Projetos

O projeto como parte do negócio – PMBOK Guide sexta edição

Comente Stonner 06.11.17
Gerenciamento de Projetos

Lei de Parkinson – expansibilidade do trabalho

1 Comentário Stonner 30.10.17
Gerenciamento de Projetos

Joint Confidence Level (JCL) – análise simultânea de custo e prazo

2 Comentários Stonner 23.10.17

Gerenciamento de Projetos

MS-Project – Dicas e Pegadinhas (Tips & Tricks)

83 Comentários Stonner 28.04.13
Liderança e Gestão

Seis regras testadas para vencer discussões (Les Giblin)

61 Comentários Stonner 01.12.14
Gestão da Manutenção

O Planejamento de uma Parada de Manutenção – Parte 1

61 Comentários Stonner 05.05.13
Atualidades

O que o biquíni esconde e o custo das novas refinarias…

56 Comentários Stonner 17.04.13
Gerenciamento de Projetos

Metodologia FEL – Método dos Portões

44 Comentários Stonner 17.02.13

Bem-vindo ao novo

Blogtek

Seja notificado sempre que um novo conteúdo estiver disponível.

Loading...Loading...
Não se preocupe, não temos prática de enviar spam.
© 2013 - 2017 Blogtek.