Menu

Explosão de caldeira – Exxon (Singapura)

Stonner Comente 24.10.16 1095 Vizualizações Imprimir Enviar

Explosão de Caldeira (Exxon – Singapura): temos visto aqui no Blogtek diversos relatos de acidentes industriais, no intuito de poder absorver as lições aprendidas e evitar ocorrências similares futuras. Infelizmente, nem sempre as lições aprendidas são aplicadas: o desabamento de Pemberton Mill (leia em Blogtek Acidentes industriais do passado – parte 1) causado por deficiências na construção e sobrecarga de máquinas e equipamentos repetiu-se de forma ainda mais trágica em 2013, na cidade de Savar, na Índia (leia aqui). Se você quiser ser notificado dos próximos artigos, cadastre seu e-mail aqui abaixo, em Assine o Blogtek! SEU E-MAIL NÃO SERÁ USADO POR TERCEIROS.

Clique aqui e cadastre-se para receber uma notificação por email sempre que um novo artigo for postado

Seu email não será utilizado por terceiros nem para envio de spam.

Explosão de Caldeira – contextualização

Contrastando com a falta de maiores detalhes em muitos acidentes do passado, o episódio da explosão da caldeira da Exxon, em Singapura, em 2000, nos permite uma análise mais detalhada das causas básicas que levaram a este acidente.

Fonte: http://pt.slideshare.net/RadhaKrishna32/boiler-explosion-at-exxon-mobil-singapore

Esta caldeira era uma caldeira aquatubular, com economizador e superaquecedor, com superfície total de aquecimento de 205 m², com pressão de projeto de 12.000 kPa e produzia 160 toneladas de vapor por hora.

Seus queimadores tinham um sistema de injeção que permitia a queima de até 8 tipos diferentes de combustível, e a caldeira tinha duas PSV’s (válvulas de segurança – Pressure Safety Valve) no vaso de vapor e uma PSV no superaquecedor.

Explosão de caldeira - caldeira antes da explosão

Explosão de caldeira – caldeira antes da explosão

Explosão de Caldeira – esquema de acendimento

A linha de gás combustível possuía duas XV’s (válvulas de trip) em série, cada uma com “by pass”, e um vent para a atmosfera que abria sob intertravamento, em caso de trip. Os by-passes deveriam estar travados na posição fechada, com lacre. O uso destes “by passes” somente poderia ser feito com autorização expressa formal superior (esta é uma prática comum, e adequada: inibe o desvio de procedimentos). As válvulas de trip estavam conectadas a um sistema de detecção de falha de chama, ou seja, caso não haja o acendimento, as válvulas bloqueiam o fornecimento de gás. Muitos fornos domésticos têm esquemas similares, embora menos sofisticados: para acender o forno, o usuário tem que manter premido o botão da válvula de admissão. Caso ele solte este botão sem que o forno tenha acendido, o fornecimento de gás é interrompido.

A linha de gás possuía também uma estação de controle com uma válvula controladora de fluxo (FCV) com válvulas de bloqueio a montante e a jusante, e uma FCV menor em paralelo para o acendimento. Mais uma vez aqui, temos algo similar no uso doméstico: quando acendemos o aquecedor a gás para o chuveiro, acendemos primeiro o piloto. Quando a água circula, é que é aberta a plena vazão de gás.

Explosão de caldeira - esquema correto de acendimento

Explosão de caldeira – esquema correto de acendimento

Explosão de Caldeira – descrição do evento

Durante o turno noturno de 9 de dezembro de 2000, três pessoas estavam tentando partir novamente (restart) a caldeira, quando ocorreu a explosão no interior da caldeira. Duas destas pessoas morreram no hospital.

A caldeira estava operando com GLP (gás liquefeito de petróleo), quando foi dada a ordem para acender os queimadores de diesel da caldeira. Os três operadores estavam tentando acender a caldeira desde 00:30, sem êxito. Às 02:20, em mais uma tentativa, tentaram acender os queimadores de diesel, porém a caldeira sofreu um trip e apagou. Tentaram então acendê-la novamente com GLP, e aí a explosão ocorreu.

Explosão de caldeira - vista pós explosão1

Explosão de caldeira – vista pós explosão1

Explosão de caldeira - vista pós explosão2

Explosão de caldeira – vista pós explosão2

Mais uma vez, temos um similar doméstico: se nosso forno se apaga, devemos abrir a porta do forno e deixar ventilar, antes de tentar acendê-lo novamente, pois há superfícies quentes, e, principalmente com gás, há a possibilidade acúmulo e súbita ignição, gerando uma explosão.

Explosão de Caldeira – análise do evento

Investigações posteriores ao acidente evidenciaram que a equipe de partida teve dificuldades para o acendimento da caldeira com GLP anteriormente, e improvisaram um método de by pass manual, o qual não constava dos procedimentos operacionais.

A análise demonstrou que as duas válvulas de by pass das XV’s estavam 50% abertas, ou seja, ainda que as XV’s fechassem por falha de acendimento, o gás continuaria a passar pelo by pass.

As válvulas de bloqueio a montante e a jusante da válvula principal (FCV) estavam 100% abertas, e esta FCV estava 66% aberta, o que permitiu a entrada de grande quantidade de gás na caldeira, o que permitiu a explosão.

Explosão de caldeira - esquema de acendimento utilizado

Explosão de caldeira – esquema de acendimento utilizado

Explosão de Caldeira – causas do evento

Todos os operadores tinham passado por um treinamento de 8 meses, o qual incluía treinamento em SMS. Os dois operadores mortos eram operadores de processo, não eram certificados para operação de caldeiras. O operador sobrevivente, apesar de certificado como operador de caldeira, relatou ter medo do processo de by pass, e que este já vinha sendo empregado há alguns dias, e relatou ter o sentimento de que o treinamento que lhe foi dado era insuficiente para operar a caldeira.

  • Não cumprimento de procedimentos
  • Uso de método não autorizado de by pass
  • Remoção do lacre de segurança das válvulas de by pass

Estaremos sempre publicando artigos sobre Segurança Industrial, Gestão da Manutenção, Gerenciamento de Projetos, e tópicos diversos sobre Liderança e Gestão. Se você quiser ser notificado dos próximos artigos, cadastre seu e-mail aqui abaixo, em Assine o Blogtek! SEU E-MAIL NÃO SERÁ USADO POR TERCEIROS.

 

Incoming search terms:

  • ameaças e fraquezas swot exemplos
  • oque occprrwubna explosao da caldeira no ano 2000 na russia
  • videos explosão de caldeiras

Clique aqui e cadastre-se para receber uma notificação por email sempre que um novo artigo for postado

Seu email não será utilizado por terceiros nem para envio de spam.

Stonner

Rodolfo Stonner, Engenheiro Mecânico pela UFRJ, atuou como Engenheiro de Equipamentos Sênior da Petrobras, e foi Gerente de Construção e Montagem das Obras Extramuros da Refinaria Abreu e Lima (RNEST), em Pernambuco. Atualmente aposentado, é consultor e instrutor nas áreas de Gerenciamento de Projetos e Gestão da Manutenção, e está atuando com a Deloitte na implantação do PMO para a Refinaria de Talara, Peru. Gosta de lecionar, trocar experiências e conhecimentos, é certificado como PMP (Project Management Professional) e RMP (Risk Management Professional) pelo PMI, e CRE (Certified Reliability Engineer) pela ASQ.

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Publicidade

Liderança e Gestão

Planejamento de cenários – estratégia na incerteza

Comente Stonner 13.11.17
Gerenciamento de Projetos

O projeto como parte do negócio – PMBOK Guide sexta edição

Comente Stonner 06.11.17
Gerenciamento de Projetos

Lei de Parkinson – expansibilidade do trabalho

Comente Stonner 30.10.17
Gerenciamento de Projetos

Joint Confidence Level (JCL) – análise simultânea de custo e prazo

2 Comentários Stonner 23.10.17
Gestão da Manutenção

7 desperdícios da produção (Lean Manufacturing)

Comente Stonner 16.10.17

Gerenciamento de Projetos

MS-Project – Dicas e Pegadinhas (Tips & Tricks)

83 Comentários Stonner 28.04.13
Liderança e Gestão

Seis regras testadas para vencer discussões (Les Giblin)

61 Comentários Stonner 01.12.14
Gestão da Manutenção

O Planejamento de uma Parada de Manutenção – Parte 1

61 Comentários Stonner 05.05.13
Atualidades

O que o biquíni esconde e o custo das novas refinarias…

56 Comentários Stonner 17.04.13
Gerenciamento de Projetos

Metodologia FEL – Método dos Portões

44 Comentários Stonner 17.02.13

Bem-vindo ao novo

Blogtek

Seja notificado sempre que um novo conteúdo estiver disponível.

Loading...Loading...
Não se preocupe, não temos prática de enviar spam.
© 2013 - 2017 Blogtek.