Menu

Estimar Custos

Stonner 8 Comentários 05.06.13 3933 Vizualizações Imprimir Enviar

World Business by digitalartNa importante área de conhecimento do PMBoK Guide, Gerenciamento do Custo do Projeto, há um processo de grande importância, que é o processo Estimar Custos. O processo Estimar Custos ocorre na fase de Planejamento, porém tem características distintas ao longo da evolução do Projeto. Neste artigo, iremos abordar o processo Estimar Custos à luz dos conceitos da AACEI (AACE International – Association for the Advancement of Cost Engineering International).

Clique aqui e cadastre-se para receber uma notificação por email sempre que um novo artigo for postado

Seu email não será utilizado por terceiros nem para envio de spam.

Estimar Custos – conceito

Bulb Lamp Coin by PixomarEstimar Custos é uma atividade preliminar e um input para a atividade Definir Orçamento. Porém, enquanto Definir Orçamento é uma atividade integradora das Estimativas de Custo, para definir a Linha de Base de Custo do Projeto, Estimar Custos é o processo de quantificar, com maior ou menor exatidão, os recursos monetários requeridos para as atividades do Projeto. Para melhor conhecer as fases do Projeto, segundo o método dos portões, leia o artigo Metodologia Fel – Método dos Portões.

Estimar Custos ao longo das Fases do Empreendimento – Identificação da Oportunidade

Business by Idea goO Sr. X, famoso e próspero empresário brasileiro, na incessante busca de diversificar seus investimentos, pensa construir uma usina eólica. Evidentemente, busca retorno financeiro, e começa a fase de Identificação da Oportunidade. Neste momento, que informação ele dispõe? Apenas o Propósito do Empreendimento (estou usando o termo Empreendimento, mais abrangente, para distingui-lo da palavra Projeto, que muitas vezes é usado como sinônimo de Empreendimento, mas que por vezes se refere ao que em Inglês é o Design): Construir uma usina eólica no Nordeste, onde há bastante vento.

O que temos em nível de Projeto (design)? Certamente, menos de 1%. Como estimar o custo deste empreendimento? Através de Métodos Indexados. Ou seja, sabemos que usinas similares com 15 turbinas tiveram um determinado custo, então, se pretendemos construir um parque eólico com cerca de 40 turbinas, podemos estimar os custos, evidentemente com pouca precisão, em torno de 100 a 200% de margem de erro. Oportunamente iremos publicar um artigo mostrando exemplos de todos os métodos para Estimar Custos aqui descritos.

Estimar custos – Fase de Estudo da Viabilidade Técnica e Econômica

Dollars And Cents by posterizeO Sr. X ficou empolgado com a primeira estimativa de custos, porém, para prosseguir com o empreendimento, tem que fazer o EVTE. Para tanto, há que se considera os custos operacionais ao longo da vida útil (Operational Expenses – OPEX), as receitas previstas com a venda de energia elétrica, e montar um fluxo de caixa, considerando a despesa inicial de construção da usina (Capital Expenses – CAPEX). Com este fluxo de caixa, o Sr. X terá uma ideia do VPL – Valor Presente Líquido (ou NPV – Net Present Value), o qual evidentemente deve ser positivo e atrativo o suficiente para justificar a continuidade do Empreendimento. Outro método de avaliação da rentabilidade é o método da TIR – Taxa de Retorno Interna, ou seja, quanto irá, em termos percentuais, render aquele dinheiro que será gasto no Empreendimento (você não gastaria alguns milhões para ter um retorno inferior ao da poupança, certo?).

Que informação dispomos neste momento? Provavelmente já temos uma ideia da capacidade da usina eólica (quantos Megawatts iremos gerar), quais as tecnologias disponíveis, onde queremos montá-la, talvez já tenhamos até contratado alguma consultoria neste sentido.

E em nível de Projeto (Design), o que temos? Provavelmente, já avançamos um pouco neste aspecto, e tenhamos de 2 a 5% do Projeto concluído. Para estimar os custos nesta fase, podemos ainda usar alguns Métodos Indexados (de maior precisão), talvez alguns dos fornecedores de tecnologia possam lhe dar uma estimativa, na literatura técnica talvez encontremos algumas curvas custo-capacidade, mas evidentemente ainda teremos uma grande imprecisão, com uma margem de erro de -50 a -20%, para menos, e de +30 a 100%, para mais.

Exemplo de Curva Custo-Capacidade

Exemplo de Curva Custo-Capacidade

Estimar Custos – Projeto Conceitual

Collect Graph by worradmuNa fase de projeto Conceitual, já temos ideia, além da capacidade da planta, dos principais equipamentos, das informações geotécnicas do local, alguns fluxogramas preliminares de processo, um macro-cronograma de implantação da Obra, o que nos permite estimar custos já de forma um pouco mais detalhada, separados por Principais equipamentos, demais materiais e Mão de Obra.

Nosso Projeto (Design) estará tipicamente entre 15 a 30% concluído.

Para os principais equipamentos, as curvas de custo-capacidade ainda nos auxiliam, além de estimativas informais de fornecedores, preços de aquisições recentes, dados industriais.

Os demais materiais são usualmente cotados como um percentual dos equipamentos principais. Por exemplo, para um forno de destilação, estima-se que os acessórios (tubulação, instrumentação, isolamento térmico e refratários) custem cerca de 35% (exemplo).

E, para Mão de Obra, podemos estimá-la através de um percentual do custo de materiais, por exemplo, o custo da mão de obra é cerca de 70% do custo dos materiais (por exemplo). Cada tipo de indústria tem uma determinada relação Custo de Materiais / Custo de Mão de Obra.

À medida em que avançamos no Empreendimento, nossa precisão aumenta. Nesta fase (FEL 2), a nossa margem de erro fica entre -30 a -15%, para menos, e de +20 a +50%, para mais.

Observe que tal como em nossa vida cotidiana, é mais comum gastarmos mais do que o previsto do que menos que o previsto.

Tabela de Estimativa de Custos - Fases, % do Projeto, Informações requeridas, métodos para estimar custos

Tabela de Estimativa de Custos – Fases, % do Projeto, Informações requeridas, métodos para estimar custos

Na próxima semana daremos continuidade a este assunto, avançando mais ao longo do Empreendimento. Para ser notificado das próximas publicações, cadastre seu e-mail no topo da página, à direita. SEU E-MAIL NÃO SERÁ USADO POR TERCEIROS.

Incoming search terms:

  • exemplos de fases estimativas
  • Gerenciamento dos custos do projeto
  • identificaçao de oportunidades
  • o que e custo por processo

Clique aqui e cadastre-se para receber uma notificação por email sempre que um novo artigo for postado

Seu email não será utilizado por terceiros nem para envio de spam.

Stonner

Rodolfo Stonner, Engenheiro Mecânico pela UFRJ, atuou como Engenheiro de Equipamentos Sênior da Petrobras, e foi Gerente de Construção e Montagem das Obras Extramuros da Refinaria Abreu e Lima (RNEST), em Pernambuco. Atualmente aposentado, é consultor e instrutor nas áreas de Gerenciamento de Projetos e Gestão da Manutenção, e está atuando com a Deloitte na implantação do PMO para a Refinaria de Talara, Peru. Gosta de lecionar, trocar experiências e conhecimentos, é certificado como PMP (Project Management Professional) e RMP (Risk Management Professional) pelo PMI, e CRE (Certified Reliability Engineer) pela ASQ.

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

  • Joao Doumith

    material bastante oportuno. gostaria de seguir o tema.

  • eugenia

    gosto muito dos seus artigos, analiso e verifico se o que estou fazendo com a minha empresa esta dentro do contexto..
    e fico esperando a proxima publicação..
    abs

  • Obrigado, João. Vi que você já está cadastrado, então será informado de todos os novos artigos.

  • Olá, Eugenia, obrigado! Estou em dívida com o grupo de formação do Chapter, preciso arrumar um tempo para aparecer nas reuniões!

  • Pingback: blogtek.com.brFerramentas para estimativa de custos e orçamento - blogtek.com.br()

  • Leonardo Craveiro

    Ola Rodolfo.

    Excelente post… estou fazendo MBA em gerenciamento de projetos e o texto esta me ajudando bastante com a matéria atual.

    Forte Abraço

  • Obrigado, Leonardo, desculpe a demora em lhe responder.

  • Pingback: blogtek.com.brPlanejamento em Ondas (Rolling Wave Planning) - blogtek.com.br()

Publicidade

Gerenciamento de Projetos

Contratos EPC e EPCM – diferenças, vantagens e desvantagens

Comente Stonner 18.09.17
Liderança e Gestão

Diagrama Matricial – uma das sete ferramentas de gerenciamento

Comente Stonner 11.09.17
Gestão da Manutenção

O elo frágil da Gestão de Ativos

Comente Stonner 04.09.17
Gerenciamento de Projetos

Avalie a Comunicação em sua empresa ou organização

Comente Stonner 28.08.17
Gerenciamento de Projetos

Gerenciamento das Partes Interessadas

Comente Stonner 21.08.17

Gerenciamento de Projetos

MS-Project – Dicas e Pegadinhas (Tips & Tricks)

83 Comentários Stonner 28.04.13
Liderança e Gestão

Seis regras testadas para vencer discussões (Les Giblin)

61 Comentários Stonner 01.12.14
Gestão da Manutenção

O Planejamento de uma Parada de Manutenção – Parte 1

61 Comentários Stonner 05.05.13
Atualidades

O que o biquíni esconde e o custo das novas refinarias…

56 Comentários Stonner 17.04.13
Gerenciamento de Projetos

Metodologia FEL – Método dos Portões

44 Comentários Stonner 17.02.13

Bem-vindo ao novo

Blogtek

Seja notificado sempre que um novo conteúdo estiver disponível.

Loading...Loading...
Não se preocupe, não temos prática de enviar spam.
© 2013 - 2017 Blogtek.