Menu

Brainstorm

Stonner 16 Comentários 11.11.13 4433 Vizualizações Imprimir Enviar

Brainstorm, ou ainda Brainstorming, significa literalmente “tempestade de ideias”. No Brasil, por vezes é jocosamente denominado “toró de parpites”. É uma técnica criativa para obter ideias e soluções. De tão simples que é, muitas vezes é aplicada de forma inadequada, simplesmente como se fosse um bate-papo. Iremos ver aqui no Blogtek algumas técnicas para a busca de soluções de problemas.  Se você quiser ser notificado dos próximos artigos, cadastre seu e-mail aqui ao lado, em Assine o Blogtek! SEU E-MAIL NÃO SERÁ USADO POR TERCEIROS.

Clique aqui e cadastre-se para receber uma notificação por email sempre que um novo artigo for postado

Seu email não será utilizado por terceiros nem para envio de spam.

Brainstorm – definição e aplicações

Puzzle Solved And 3d Characters Shows Unity And Teamwork by Stuart MilesO PMBOK Guide (5th edition) faz diversas referências à utilização da técnica de Brainstorming.

No glossário, Brainstorming é definido como “Uma técnica criativa e um processo de levantamento de dados que pode ser utilizada para identificar riscos, ideias, ou soluções para problemas usando um grupo de membros da equipe ou especialistas no assunto em pauta”.

Esta técnica é sugerida para ser utilizada como Ferramentas e Técnica no processo Coletar Requisitos, da área de conhecimento Gerenciamento do Escopo do Projeto, no item 5.2.2.4 do PMBOK Guide.

Também é encontrada referência ao Brainstorming como ferramenta adicional  para o planejamento da qualidade, no processo Planejar o Gerenciamento da Qualidade, da área de conhecimento Gerenciamento da Qualidade do Projeto, no item 8.1.2.7 do PMBOK Guide.

E ainda é encontrada como Ferramentas e Técnicas no processo Identificar Riscos, da área de conhecimento Gerenciamento dos iscos do Projeto, no item 11.2.2.2 do PMBOK Guide.

Brainstorm – princípios

Business Concept by cooldesignO principal objetivo da educação nas escolas deveria ser a criação de homens e mulheres que sejam capazes de realizar coisas novas e não simplesmente repetir o que outras gerações já fizeram; homens e mulheres que são criativos, inventivos e descobridores, que possam ser críticos e verificar, e não aceitar, tudo que lhes é oferecido.

Jean Piaget, educador e cientista suíço.

Piaget identifica dois tipos de pensamento:

O  Pensamento criativo que é o processo que usamos para gerar ideias que são originais, úteis e valiosas.

O Pensamento crítico é o processo que usamos para determinar a veracidade, a exatidão e o valor das suposições que sustentam nossas próprias ideias ou de terceiros.

O princípio básico do Brainstorm consiste em separar os dois tipos de pensamento, evitando que um interfira no outro.

Brainstorm – regras

 Há algumas regras a serem utilizadas:

  •  Não pode haver críticas – esta é uma das principais razões de falha no brainstorm. Não se pode reprimir ideias. Na primeira fase do brainstorm, não há julgamento de ideias.
  •  Criatividade é fundamental – nenhuma ideia deve ser omitida, por receio de críticas. Vale o “pensar fora da caixa”. Neste sentido, é interessante que o facilitador não tenha ascendência hierárquica sobre os demais, pois hierarquia inibe a criatividade. Se isto não for possível, sugiro que o facilitador comece com uma ideia bizarra, para liberar a criatividade dos demais. Quando Gerente do Contrato de terraplenagem da Refinaria Premium I, eu me sentia à vontade em meio a meus colegas, para dar novas ideias, pois sou engenheiro mecânico, portanto eu não tinha a “obrigação” de dar ideias “corretas” ou “sensatas”.
  •  Quantidade – é necessário que haja muitas ideias, para que se possa discutir mais soluções
  •  Vale pegar “carona” – uma ideia pode ser gerada a partir de outra, ou ideias distintas podem ser mescladas

Brainstorm – etapas

  • Definir o problema para o qual se busca solução (há uma variante do brainstorm que eventualmente pode ser usada: ao invés de buscar a solução para o problema, identificar como o problema pode ser causado. Um brainstorm em uma companhia aérea sobre como “Aumentar a satisfação dos passageiros” pode ser substituído através do Brainstorm reverso em “Como irritar os passageiros”).
  • Formar um grupo de 6 a 10 participantes.
  • Informar aos participantes de qual problema se irá tratar, com antecedência.
  • Escrever o problema em letras grandes, em um quadro.
  • Um ideia de cada vez.
  • Usar notas de papel autoadesivas (post-it). O participante levanta a mão, descreve a ideia e vai ao quadro afixá-la.
  • O Brainstorm deve ser curto, não passar de 1 hora.
  • Selecionar um grupo de cerca de três pessoas para avaliar e descartar as ideias não aplicáveis (de forma seria, sem gozação ou brincadeiras), grupar as demais ideias por similaridade, e de cada grupo de ideias similares, buscar uma sentença ou pequeno texto que as unifique.
  • Discutir e selecionar a mais adequada dentre as ideias condensadas no item anterior.

Breve veremos outras técnicas para a busca de soluções de problemas. Se você quiser ser notificado dos próximos artigos, cadastre seu e-mail aqui ao lado, em Assine o Blogtek! SEU E-MAIL NÃO SERÁ USADO POR TERCEIROS.

Clique aqui e cadastre-se para receber uma notificação por email sempre que um novo artigo for postado

Seu email não será utilizado por terceiros nem para envio de spam.

Stonner

Rodolfo Stonner, Engenheiro Mecânico pela UFRJ, atuou como Engenheiro de Equipamentos Sênior da Petrobras, e foi Gerente de Construção e Montagem das Obras Extramuros da Refinaria Abreu e Lima (RNEST), em Pernambuco. Atualmente aposentado, é consultor e instrutor nas áreas de Gerenciamento de Projetos e Gestão da Manutenção, e está atuando com a Deloitte na implantação do PMO para a Refinaria de Talara, Peru. Gosta de lecionar, trocar experiências e conhecimentos, é certificado como PMP (Project Management Professional) e RMP (Risk Management Professional) pelo PMI, e CRE (Certified Reliability Engineer) pela ASQ.

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

  • Moacyr Machado Filho “cachorrão”

    Bom dia, grande mestre!!!
    Assim como em todos os artigos já lidos, seu cuidado em diferenciar a realidade daquilo que comumente rola nos assuntos nos dia a dia, torna artigos até mesmo conflitantes muito faceis de serem entendidos.
    Parabéns pela clareza e profundidade dos assuntos discutidos.
    Grande abraço,
    Moacyr (Cachorrão)

  • Roberto

    Excelente matéria.

  • Muito obrigado, Moacyr, sempre bom ter notícias suas!

  • Obrigado, Roberto, conto com suas visitas, sugestões e comentários!!!

  • Eduardo Salami

    Ótima publicação. Texto muito simples e fácil de aplicar. Importante para muitos problemas e soluções, além de possibilitar o engajamento do todos com a melhoria contínua. Parabéns! Abraço. Eduardo

  • Obrigado, Eduardo! Conto com suas visitas, sugestões e comentários.

  • Carlos Alberto da Silva

    Rodolfo, parabéns pela publicação.
    Passada de uma maneira prática e simples porém de grande utilidade.
    Vale lembrar que essa “ferramenta” pode ser utilizada para resolver grandes problemas de uma organização, independente do departamento.

  • Marcus Ricardo de Santana Guedes

    Parabéns professor… Fui (sou) seu aluno do PROMINP e fico me perguntando como encontras tempo para manter este blog sempre atualizado e com essa qualidade. Saibas que paro pra ler e cada vez me surpreendo mais. Parabéns, se todos os que se dedicam a ensinar o fizessem com este empenho e amor, a nossa realidade seria outra.

  • Obrigado, Carlos Alberto, de fato, é uma ferramenta valiosa por poder integrar opiniões de diferentes “expertises”.

  • Marcus, muito obrigado. Procuro manter metas factíveis, assumi o compromisso de atualizar duas vezes por semana, pois é o que me é possível, e tenho cumprido a meta. Feedback como este seu comentário me incentivam a manter este compromisso!

  • Pingback: blogtek.com.brO Método Delphi - blogtek.com.br()

  • Ivonildo souza silva

    Não sou expert no assunto mas me deparo no meu dia dia com problemas que exige uma ação ou estudo diferenciados.
    Gostei muito do artigo ele dá dicas de como é possivel constituir um grupo com um objetivo comun.
    Muito bom.Parabéns.

  • Ivonildo, seja muito bem vindo ao Blogtek!!!

  • Pingback: blogtek.com.brÍndice de artigos do Blogtek - blogtek.com.br()

  • Pingback: Gerenciamento de mudanças - análise do campo de forças - blogtek.com.br()

  • Pingback: Sete ferramentas de gerenciamento - blogtek.com.br()

Publicidade

Gerenciamento de Projetos

Síndrome do estudante – procrastinação

Comente Stonner 20.11.17
Liderança e Gestão

Planejamento de cenários – estratégia na incerteza

Comente Stonner 13.11.17
Gerenciamento de Projetos

O projeto como parte do negócio – PMBOK Guide sexta edição

Comente Stonner 06.11.17
Gerenciamento de Projetos

Lei de Parkinson – expansibilidade do trabalho

1 Comentário Stonner 30.10.17
Gerenciamento de Projetos

Joint Confidence Level (JCL) – análise simultânea de custo e prazo

2 Comentários Stonner 23.10.17

Gerenciamento de Projetos

MS-Project – Dicas e Pegadinhas (Tips & Tricks)

83 Comentários Stonner 28.04.13
Liderança e Gestão

Seis regras testadas para vencer discussões (Les Giblin)

61 Comentários Stonner 01.12.14
Gestão da Manutenção

O Planejamento de uma Parada de Manutenção – Parte 1

61 Comentários Stonner 05.05.13
Atualidades

O que o biquíni esconde e o custo das novas refinarias…

56 Comentários Stonner 17.04.13
Gerenciamento de Projetos

Metodologia FEL – Método dos Portões

44 Comentários Stonner 17.02.13

Bem-vindo ao novo

Blogtek

Seja notificado sempre que um novo conteúdo estiver disponível.

Loading...Loading...
Não se preocupe, não temos prática de enviar spam.
© 2013 - 2017 Blogtek.