Menu

Análise Preliminar de Perigos

Stonner 13 Comentários 02.04.14 15082 Vizualizações Imprimir Enviar

Análise Preliminar de Perigos: temos publicado aqui no Blogtek diversos artigos sobre identificação de riscos, que é evidentemente uma fase preliminar do Gerenciamento de Riscos. Iniciaremos com este artigo uma série de posts sobre como lidar com os riscos identificados. Se você quiser ser notificado dos próximos artigos, cadastre seu e-mail aqui ao lado, em Assine o Blogtek! SEU E-MAIL NÃO SERÁ USADO POR TERCEIROS.

Clique aqui e cadastre-se para receber uma notificação por email sempre que um novo artigo for postado

Seu email não será utilizado por terceiros nem para envio de spam.

 

Análise Preliminar de Perigos (ou Análise Preliminar de Riscos)

A análise da terminologia utilizada nesta área nos faz representar o risco como o perigo “dividido” pelas medidas de proteção, portanto, quanto maiores forem as medidas de prevenção, menor será o risco.

Análise Preliminar de Perigos - conceito de risco e perigo

Análise Preliminar de Perigos – conceito de risco e perigo

Por exemplo, substâncias radioativas são um perigo, porém a operação de uma usina nuclear tem risco plenamente aceitável pelos mais rígidos critérios de SMS, devido às salvaguardas implementadas.

Neste sentido, o nome mais adequado seria “Análise Preliminar de Perigos”, pois estão sendo avaliados os perigos de determinada atividade, para que se possa implementar as medidas de salvaguarda eficazes de forma a termos um risco aceitável.

No entanto, o importante é praticar a análise preliminar, independente da nomenclatura!!!

Análise Preliminar de Perigos – conceito

O próprio nome da técnica (preliminar) já ilustra o fato de ser uma técnica aplicada nas fases iniciais de um projeto ou de uma nova atividade. Em Manutenção, a técnica é mandatória para qualquer atividade não rotineira.

A técnica se desenvolveu inicialmente no meio militar norte-americano, quando da investigação sobre a explosão sucessiva de 4 silos de lançamento dos mísseis Atlas, dos 72 silos em operação (http://www.atlasmissilesilo.com/accidents.htm).

A Análise Preliminar de Perigos consiste fundamentalmente da construção de uma tabela, na qual são elencados os perigos inerentes a um sistema, processo ou atividade, quais as causas e possíveis consequências. Esta tabela pode ser expandida e melhorada, agregando colunas para Modos de Detecção, Probabilidade, Impacto e consequentemente a categoria do Risco, conforme a Matriz de Riscos. Podem ser agregadas também as medidas preventivas, corretivas ou mitigadoras, responsável, prazos, tornando a planilha em um Plano de Ação.

Análise Preliminar de Perigos – Equipe

Para a elaboração de uma Análise Preliminar de Perigos, sugere-se a composição de uma equipe de 5 a 8 pessoas, incluindo especialistas técnicos, e um conhecedor da Segurança Industrial e com domínio da técnica de Análise Preliminar de Perigos.

Coordenador: será o responsável por definir a equipe, programar as reuniões, reunir o material documental necessário (fluxogramas de processo, especificações, normas, etc.), distribuir a carga de trabalho oriunda das recomendações.

Líder: deve ter conhecimento da metodologia, para disseminá-la entre os presentes e conduzir as reuniões.

Especialistas: pessoas com conhecimento específico sobre os processos em análise.

Relator ou secretário: incumbido de anotar e fazer as atas das reuniões, e cuidar dos aspectos organizacionais.

Análise Preliminar de Perigos – exemplo

Segue um exemplo de uma APP real:

Análise Preliminar de Perigos - exemplo

Análise Preliminar de Perigos – exemplo

Para auxiliar na classificação da frequência, podemos nos orientar pela tabela a seguir:

Análise Preliminar de Perigos - frequência

Análise Preliminar de Perigos – frequência

E para avaliar a severidade dos impactos, temos a tabela abaixo:

Análise Preliminar de Perigos - severidade

Análise Preliminar de Perigos – severidade

O produto Probabilidades x Severidade permite categorizar o risco conforme a Matriz de Risco a seguir:

 

Análise Preliminar de Perigos - Matriz de Riscos

Análise Preliminar de Perigos – Matriz de Riscos

Breve, publicaremos outros artigos Análise de Risco. Se você quiser ser notificado dos próximos artigos, cadastre seu e-mail aqui ao lado, em Assine o Blogtek! SEU E-MAIL NÃO SERÁ USADO POR TERCEIROS.

 

Incoming search terms:

  • Analise Preliminar de Perigo
  • análise preliminar de risco
  • exemplos de Analise preliminar de perigo
  • como fazer analise preliminar risco
  • analise de risco posto de combustivel
  • analise preliminar de perigo posto de combustivel
  • analise preliminar de risco gasolina
  • analise preliminar de perigos
  • análise preliminar de risco e perigo posto
  • análise preliminar de risco exemplo

Clique aqui e cadastre-se para receber uma notificação por email sempre que um novo artigo for postado

Seu email não será utilizado por terceiros nem para envio de spam.

Stonner

Rodolfo Stonner, Engenheiro Mecânico pela UFRJ, atuou como Engenheiro de Equipamentos Sênior da Petrobras, e foi Gerente de Construção e Montagem das Obras Extramuros da Refinaria Abreu e Lima (RNEST), em Pernambuco. Atualmente aposentado, é consultor e instrutor nas áreas de Gerenciamento de Projetos e Gestão da Manutenção, e está atuando com a Deloitte na implantação do PMO para a Refinaria de Talara, Peru. Gosta de lecionar, trocar experiências e conhecimentos, é certificado como PMP (Project Management Professional) e RMP (Risk Management Professional) pelo PMI, e CRE (Certified Reliability Engineer) pela ASQ.

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

  • Mosquim

    Caro Rodolfo

    Segue um questionamento e algumas informações

    É importante o entendimento do que seja Incerteza, Risco e Perigo.

    Dessa maneira, o conceito abaixo está mais próximo da realidade.

    Perigo = Risco / Medidas Preventiva

    RISCO: capacidade de uma grandeza com potencial para causar lesões ou danos a saúde das pessoas.
    Perigo – É uma situação que tem um potencial prejudicial para o corpo, o ambiente ou os bens.

    Risco – A norma ANBT NBR 31000 de 2009 define riscos como – O efeito das incertezas nos objetivos.

    Perigo está associado a um dano, um mal, a um acidente.
    Risco está associado a algo potencial

    abs

  • Pingback: Análise Preliminar de Perigos | Gerente de Projetos()

  • Ramonn

    Bom dia, muito boa a matéria! Não posso deixar de dizer que mais uma vez fui beneficiado pela qualidade das informações contidas em seu blog.
    Obrigado.

  • Obrigado, Ramonn, fico feliz em poder colaborar. Breve teremos novos artigos sobre este tema.

  • Pingback: blogtek.com.brHAZOP - hazard and operability studies - blogtek.com.br()

  • Orlando

    Excelente material para estudos.

  • Obrigado, Orlando…breve vou resumir todos os artigos sobre Gerenciamento de Riscos em um e-book, gratuito para os assinantes…

  • Lucas

    Boa noite estou cursando Tec.Seg.Traballho no Senac/Sp.Muito util suas informações!!
    Boa sorte

  • Adriano Rogério dos Santos

    Boa noite.
    Ótima matéria, gostaria de ser avisado quando de novas matérias sobre o tema em questão.

  • Gostei muito das informações , estou me formando de técnicade sesegurança e preciso de informações para aprentacao do TCC…obrigada!!

  • Obrigado pela visita ao Blogtek!

  • Desculpe a demora na resposta!! Obrigado pela visita ao Blogtek!

  • Desculpe a demora na resposta!! Obrigado pela visita ao Blogtek!

Publicidade

Gerenciamento de Projetos

Síndrome do estudante – procrastinação

Comente Stonner 20.11.17
Liderança e Gestão

Planejamento de cenários – estratégia na incerteza

Comente Stonner 13.11.17
Gerenciamento de Projetos

O projeto como parte do negócio – PMBOK Guide sexta edição

Comente Stonner 06.11.17
Gerenciamento de Projetos

Lei de Parkinson – expansibilidade do trabalho

1 Comentário Stonner 30.10.17
Gerenciamento de Projetos

Joint Confidence Level (JCL) – análise simultânea de custo e prazo

2 Comentários Stonner 23.10.17

Gerenciamento de Projetos

MS-Project – Dicas e Pegadinhas (Tips & Tricks)

83 Comentários Stonner 28.04.13
Liderança e Gestão

Seis regras testadas para vencer discussões (Les Giblin)

61 Comentários Stonner 01.12.14
Gestão da Manutenção

O Planejamento de uma Parada de Manutenção – Parte 1

61 Comentários Stonner 05.05.13
Atualidades

O que o biquíni esconde e o custo das novas refinarias…

56 Comentários Stonner 17.04.13
Gerenciamento de Projetos

Metodologia FEL – Método dos Portões

44 Comentários Stonner 17.02.13

Bem-vindo ao novo

Blogtek

Seja notificado sempre que um novo conteúdo estiver disponível.

Loading...Loading...
Não se preocupe, não temos prática de enviar spam.
© 2013 - 2017 Blogtek.